Repositório Digital

A- A A+

Presença de situações de risco para a transmissão do HIV em usuários de drogas não-injetáveis

.

Presença de situações de risco para a transmissão do HIV em usuários de drogas não-injetáveis

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Presença de situações de risco para a transmissão do HIV em usuários de drogas não-injetáveis
Autor Pechansky, Flavio
Diemen, Lisia von
Genro, Vanessa Krebs
Resumo Os autores avaliaram, por meio de questionário autoaplicado, os usuários de drogas não-injetáveis de uma amostra de conveniência coletada para avaliar a prevalência do HIV e os fatores de risco mais comuns aos quais esses usuários se encontram expostos. O uso de drogas foi avaliado nos 30 dias anteriores à coleta, sendo verificado que as drogas de uso mais prevalente foram o álcool (64%), a maconha (54%) e a cocaína (40%). A prevalência geral de soropositividade foi de 16% e é bastante elevada, se considerarmos que os usuários de drogas injetáveis foram excluídos da análise. A situação mais comum de exposição ao HIV foi a relação heterossexual desprotegida (82% em homens e 85% em mulheres). Chama a atenção a prevalência de relação homossexual desprotegida entre os homens (13%) e o grande número de relações sexuais com parceiro usuário de drogas injetáveis entre as mulheres (28%). Considerando a alta prevalência de infecção pelo HIV encontrada e as formas de exposição peculiares entre os usuários de drogas não-injetáveis, a prevenção da transmissão desse vírus deve ser enfatizada também nesse grupo de indivíduos de forma clara e insistente, considerandose que a via sexual desempenhe papel fundamental nesse contexto particular.
Abstract Presence of risk situations for HIV transmission among non-injecting drug users The authors analyzed by means of a self-reported questionnaire a convenience sample of non-injecting drug users which had been previously assessed to evaluate the prevalence of seropositivity and the most common risk factors to which these individuals were exposed. Drug use was assessed based on the month prior to interview, and the most prevalent drugs used were alcohol (64%), marijuana (54%) and cocaine (40%). The overall seropositivity was of 16%, which is extremely high when taken into consideration that injecting drug users were excluded from the analysis. The most common situation of exposure to HIV was unprotected sexual activities (82% for men, 85% for women). We also found a high prevalence of unprotected homosexual activities among males (13%) and a large number of sexual activities with an injecting-drug-user partner among females (28%). Considering the high seropositivity rates found and the specific ways of exposure reported among non-injectors, preventing the transmission of HIV must be emphasized also in this group of individuals, bearing in mind that specific sexual activities play an important role in this context.
Contido em Revista de psiquiatria clínica. São Paulo. Vol. 28, n. 3 (2001), p. 157-159
Assunto Efeitos adversos
Fatores de risco
HIV
Síndrome de imunodeficiência adquirida
Transtornos relacionados ao uso de substâncias
[en] Drug abuse
[en] HIV/AIDS
[en] Risk factors
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/19427
Arquivos Descrição Formato
000302854.pdf (37.88Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.