Repositório Digital

A- A A+

Age and gender as risk factors for the transmission of HIV in a sample of drug users of Porto Alegre, Brazil

.

Age and gender as risk factors for the transmission of HIV in a sample of drug users of Porto Alegre, Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Age and gender as risk factors for the transmission of HIV in a sample of drug users of Porto Alegre, Brazil
Outro título Idade e gênero como fatores de risco para a transmissão do HIV em uma amostra de usuários de drogas, Porto Alegre, Brasil
Autor De Boni, Raquel Brandini
Pechansky, Flavio
Resumo Objetivo: Verificar se idade e gênero estão relacionados à soropositividade para HIV em usuários de drogas que procuram centros de atendimento em saúde de Porto Alegre. Método: Estudo transversal com amostragem por conveniência de 695 homens e mulheres acima de 15 anos, com uso recente de drogas e comportamento de risco para exposição ao HIV. Para obtenção de comportamentos de risco, utilizou-se questionário padrão denominado CRA, adquirindo-se testagem anti-HIV dos casos. Resultados: A maioria dos voluntários era masculina (75,8%) com idade média de 29,4 anos, com menos de sete anos de estudo (42,4%) e com renda familiar igual ou superior a quatro salários mínimos (46%). Não houve associação significativa entre gênero e soropositividade. Na análise multivariada, observou-se que indivíduos acima de 30 anos tinham três vezes mais chance de soropositividade do que os menores de 20 anos. Usuários injetáveis tinham sua chance aumentada em cinco vezes, quando em uso desde 1980, e, em quatro vezes, quando em uso no último mês. Discussão: Indivíduos maiores de 30 anos apresentam chance maior de soropositividade do que os mais jovens, possivelmente por utilizar mais cocaína injetável e repetir mais comportamentos de risco ao longo da vida. Não houve diferença na soropositividade entre gêneros. Isto destoa da realidade atual, considerando o aumento do número de mulheres soropositivas na população nos últimos anos e o provável “risco duplo” que apresentam usuárias de drogas. É obrigatória a realização de novos estudos que avaliem idade e gênero como fatores de risco para soropositividade, visando confirmar ou refutar esses achados e planejar estratégias específicas para grupos de maior risco.
Abstract Objective: To verify the association between age and gender regarding HIV seropositivity in drug users who seek public health centers in Porto Alegre, Brazil. Methods: The authors designed a cross-sectional study with a convenience sampling of 695 men and women aged above 15, who reported recent drug use and risk behaviors to HIV exposure. We used a standard questionnaire (CRA, Brazilian version of the RAB, Risk Assessment Battery) to assess risk behaviors and we collected blood for HIV testing. Results: Most individuals were males (75,8%), with a mean age of 29.4 years, less than seven years of schooling (42,4%), and family income equal or superior to four minimum wages (46%). There was no significant association between gender and seropositivity. Multivariate analyses showed that individuals aged above 30 had a threefold increased odds of being seropositive over subjects aged 20 or less. Intravenous drug users who had been using drugs since 1980 had five-fold odds of seropositivity and those who had been using them in the month prior to the interview had four-fold odds. Discussion: Subjects aged more than 30 showed higher odds of seropositivity than the younger group. This is possibly due to a higher use of intravenous cocaine and to having more risk behaviors along their lifetime. There was no difference in seropositivity between genders, what differs from current data of other studies, if we take into consideration that rates of populational seropositivity among women have increased, mostly among drug users, who are, therefore, at ‘double risk’. The development of further studies is mandatory in order to assess gender and age as risk factors for seropositivity, whether to confirm or to deny these findings, and to plan specific strategies for high-risk groups.
Contido em Revista brasileira de psiquiatria = Brazilian journal of psychiatry. São Paulo, SP. Vol. 24, n. 3 (set. 2002), p. 137-140
Assunto Dados demográficos
Drogas ilícitas
Fatores de risco
Fatores etários
Fatores sexuais
Síndrome de imunodeficiência adquirida
Síndrome de imunodeficiência adquirida : Prevenção & controle
Soropositividade para HIV : Epidemiologia
Soroprevalência de HIV
Transtornos relacionados ao uso de substâncias psicoativas
[en] AIDS
[en] Demographic data
[en] HIV seroprevalence
[en] Risk behavior
[en] Street drugs
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/19529
Arquivos Descrição Formato
000329624.pdf (141.8Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.