Repositório Digital

A- A A+

Otimização da imunofluorescência direta para diagnóstico de raiva

.

Otimização da imunofluorescência direta para diagnóstico de raiva

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Otimização da imunofluorescência direta para diagnóstico de raiva
Outro título Optimization of the direct fluorescent antibody test for rabies diagnosis
Autor Roehe, Paulo Michel
Schaefer, Rejane
Pereira, Alexandre da Silva
Resumo O diagnóstico laboratorial da raiva utiliza uma metodologia padronizada, baseada essencialmente no método de imunofluorescência direta, ou “direct fluorescent antibody test” (DFAT). No presente estudo foram reavaliadas algumas variáveis do DFAT, incluindo a duração do tempo de fixação das lâminas com impressões de tecido nervoso, duração das incubações de pré-adsorção do conjugado com as suspensões de tecido nervoso de camundongos infectados (IMB) ou não infectados (NMB) e a duração do período de incubação destas misturas sobre as lâminas com as impressões fixadas. A combinação que proporcionou maior eficácia à DFAT foi obtida com a fixação das lâminas com impressões de tecido nervoso em acetona a -20 oC por 30 minutos, pré-adsorção do conjugado com suspensões de NMB e IMB por 60 minutos a 37oC e subseqüente incubação dessas misturas sobre as impressões por 2 horas a 37oC. Estas alterações permitiram a obtenção de uma fluorescência de intensidade sensivelmente maior que a obtida com a metodologia padrão recomendada, aliada a uma completa inibição da fluorescência sobre os controles.
Abstract Rabies diagnosis follows a standardized methodology, where the direct fluorescent antibody test (DFAT) plays an essential role. Optimization of DFAT procedures may improve sensitivity and specificity of the test. In the present study, some of the variables of DFAT were reassessed, such as the duration of acetone fixation of brain impressions on slides, incubation of the pre-adsorbing mixtures of conjugate and infected (IMB) and uninfected mouse brain suspensions (NMB), as well as the length of incubation of the pre-adsorbing mixtures on fixed brain impressions. The combination that provided the greatest efficacy at DFAT was attained when slides were fixed for 30 minutes in acetone at -20 oC, the pre-adsorbing conjugate and NMB/ IMB suspensions were incubated for 60 minutes at 37 oC and subsequently layered onto impressions for 2 hours at 37oC. These modifications provided a more intense fluorescent reaction, together with a complete inhibition of fluorescence on the control impressions, when compared to the standard recommended procedure.
Contido em Acta sientiae veterinariae. Porto Alegre, RS. Vol. 30, n. 1 (2002), p. 53-57
Assunto Imunofluorescência
Raiva : Diagnóstico
Virologia
[en] DFAT
[en] Diagnosis
[en] Immunofluorescence
[en] Rabies
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/19782
Arquivos Descrição Formato
000413578.pdf (513.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.