Repositório Digital

A- A A+

Paresia em cão por compressão da medula espinhal devido a formação de calo ósseo

.

Paresia em cão por compressão da medula espinhal devido a formação de calo ósseo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Paresia em cão por compressão da medula espinhal devido a formação de calo ósseo
Outro título Spinal cord compression by a periosteal callus in a dog
Autor Gaiga, Leandro Haczkiewwicz
Voll, Juliana
Tanaka, Luciana Yumi
Voll, Rodolfo
Resumo A formação de calo ósseo excessivo secundário à fratura dos processos articulares vertebrais, produzindo sinais progressivos crônicos de deficiência locomotora, não é patologia comumente descrita. Este trabalho refere-se a um cão da raça Pastor Alemão, macho, quatro anos de idade atendido no Serviço de Neurologia do Hospital Clínicas Veterinárias da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Rio Grande do Sul com histórico de deficiência locomotora dos membros pélvicos. O exame neurológico evidenciou paralisia do membro pélvico esquerdo e paresia leve do membro pélvico direito. O exame radiográfico demonstrou fratura e proliferação óssea dos processos articulares de T12-T13 e T13-L1. O exame mielográfico acusou compressão extradural dorsal em T13-L1. O cão foi submetido a tratamento cirúrgico utilizandose laminectomia dorsal modificada e remoção do material compressivo. A estabilização das vértebras foi feita com pinos de Steinmann e metilmetacrilato. Vinte e um dias após a cirurgia, o animal apresentou sinais de paraparesia leve com retorno da propriocepção consciente. O exame mielográfico realizado aos vinte e oito dias de pós-operatório evidenciou redução da compressão medular em aproximadamente 50%. A melhora clínica recomenda o tratamento.
Abstract Formation of an exuberant periosteal callus secondary to fracture of the vertebral joint process is an uncommon cause of spinal compression in dogs. This study refers to the clinical case of a four-years-old male German shepherd dog admitted to the Neurology Service of the Veterinary Medical Teaching Hospital of the Universidade Federal do Rio Grande do Sul with paralysis of the left and a slight paresis of the right pelvic limb. Radiographic examination revealed an extradural fracture with periosteal bone proliferation of the joint processes between T12-T13 and T13-L1. Mielographic examination showed a dorsal, extradural spinal compression between T13-L1. A modified dorsal laminectomy was performed to remove the compressive tissue. Vertebral stabilization was achieved using Steinmann pins and an acrylic resin. Twenty-one days post-surgery, the patient had mild paraparesis, with presence of conscious proprioception. A new mielographic examination conducted 28 days post-surgery demonstrated a 50% reduction in the spinal compression. Based on the clinical improvement seen in this case, we recommend surgical decompression in cases of paresis secondary to periosteal callus.
Contido em Acta scientiae veterinariae. Porto Alegre, RS. Vol. 31, n. 2 (2003), p. 119-122
Assunto Cirurgia veterinaria : Caes
Laminectomia dorsal : Cães
[en] Bridging callus
[en] Laminectomy
[en] Surgery
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/19803
Arquivos Descrição Formato
000416428.pdf (463.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.