Repositório Digital

A- A A+

Development of experimental sporothichosis in a murine model with yeast and mycelial froms of Sporothrix schenckii

.

Development of experimental sporothichosis in a murine model with yeast and mycelial froms of Sporothrix schenckii

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Development of experimental sporothichosis in a murine model with yeast and mycelial froms of Sporothrix schenckii
Outro título Avaliação do desenvolvimento da esporotricose experimental em camundongos com as formas leveduriforme e filamentosa do Sporothrix schenckii
Autor Nobre, Márcia de Oliveira
Antunes, Tatiana de Ávila
Oliveira, Izamara Aparecida de
Lucia Jr., Thomaz
Fernandes, Cristina Gevehr
Meireles, Mário Carlos Araújo
Ferreiro, Laerte
Resumo A esporotricose é uma micose subcutânea causada pelo fungo dimórfico Sporothrix schenckii que acomete o homem e uma grande variedade de animais. Este trabalho teve como objetivos verificar possíveis diferenças de virulência entre inóculos das formas leveduriforme (Y) e filamentosa (M), comparar as reações induzidas pelos dois inóculos em diferentes sítios anatômicos, além de verificar a possibilidade da ocorrência de transmissão de animais doentes para sadios. Durante um período de nove semanas, foi observado o desenvolvimento da esporotricose experimental em camundongos inoculados via subcutânea na almofadinha plantar e nas regiões das articulações escapuloumeral e coxofemural. Também, camundongos não inoculados foram mantidos em contato direto com os que estavam desenvolvendo lesões subcutâneas. Os animais dos grupos Y e M desenvolveram quadro clínico muito semelhante de esporotricose. Os inóculos provocaram lesões mais evidentes e duradouras na almofadinha plantar do que nos outros sítios de inoculação Os camundongos não inoculados permaneceram hígidos à semelhança da situação observada no grupo controle. O desenvolvimento de quadro clínico semelhante de esporotricose entre os grupos sugere que, a priori, não existam diferenças entre os inóculos das formas leveduriforme e filamentosa de um mesmo isolado de S. schenckii. Os resultados também indicam que a almofadinha plantar pode ser considerada como ponto de inoculação preferencial no modelo murino de esporotricose experimental, além de comprovar que o simples contato de animais imunocompetentes, sem aparentes lesões de continuidade, com animais e materiais contaminados não é suficiente para o desenvolvimento da esporotricose.
Abstract Sporotrichosis is a subcutaneous disease that affects both men and a variety of animals caused by the dimorphic fungus Sporothrix schenckii. The aims of this study were to observe differences in virulence between inocula containing the yeast (Y) or mycelial (M) forms, to compare the reactions induced by the two inocula injected in different anatomical sites, and to verify the possibility of horizontal transmission of the disease by contact between infected and healthy animals. All animals were observed during a period of nine weeks. Mice were inoculated subcutaneously in the paw pads and in the regions of the hip and shoulder joints. Another group of non-inoculated healthy mice was kept in direct contact with mice developing the subcutaneous lesions. Animals of groups Y and M developed lesions due to infections and clinical symptoms very characteristic of sporothrichosis. Lesions were more prominent and with longer duration when occurring in the pads than in any other site of inoculation. Non-inoculated mice remained healthy as it occurred to animals in the control group. The development of typical clinical symptoms for sporothrichosis in all inoculated groups suggests that no difference exists in virulence between the yeast and mycelial forms of the same isolated of S. schenckii. Moreover, the paw pads appear to be the site of choice for the inoculation for experimental sporotrichosis in the murine model. In addition, this study also showed that the contact with sick animals and contaminated materials is insufficient to transmit the infection to immune competent animals with intact skin.
Contido em Acta scientiae veterinariae. Porto Alegre, RS. Vol. 31, n. 3 (2003), p. 161-166
Assunto Sporothrix schenckii
[en] Experimental sporotrichosis
[en] Mice.
[en] Murine model
[en] Mycelial form
[en] Sporothrix schenckii
[en] Yeast form
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/19835
Arquivos Descrição Formato
000434781.pdf (239.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.