Repositório Digital

A- A A+

Existe diferença no desempenho reprodutivo ao primeiro parto de leitoas inseminadas no 1º, 2º, 3º ou 4º estro?

.

Existe diferença no desempenho reprodutivo ao primeiro parto de leitoas inseminadas no 1º, 2º, 3º ou 4º estro?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Existe diferença no desempenho reprodutivo ao primeiro parto de leitoas inseminadas no 1º, 2º, 3º ou 4º estro?
Outro título Is there difference on first farrowing performance of gilts mated at 1st, 2nd, 3rd or 4th oestrus?
Autor Kummer, Rafael
Bortolozzo, Fernando Pandolfo
Wentz, Ivo
Bernardi, Mari Lourdes
Resumo O grupo de leitoas representa o maior porcentual de fêmeas dentro de uma granja produtora de suínos e aquelas fêmeas que apresentarem um maior número de nascidos no primeiro parto tendem a ter um maior número de nascidos durante a vida. As principais recomendações quanto ao momento da primeira cobertura levam em consideração a idade, o peso, a espessura de toucinho e o número de estros. Foram selecionadas 613 leitoas inseminadas do 1º ao 4º estro apresentado a partir dos 185 dias de idade. No momento da cobertura todas as fêmeas foram pesadas e foi realizada a medição da espessura de toucinho no P2. As idades e os pesos médios no momento da primeira cobertura não diferiram entre os 4 grupos. As leitoas cobertas no 1º estro apresentaram menor tamanho de leitegada (10,1; 11,7; 12,1 e 12,4, respectivamente) e menor taxa de parto (68,9%; 86,5%; 88,2% e 92,0%, respectivamente) comparado às fêmeas cobertas no 2º, 3º e 4º estro (p<0,05). Os demais tratamentos não diferiram entre si. De acordo com os resultados observados, apesar de apresentarem o mesmo peso e idade das demais fêmeas, as leitoas cobertas no primeiro estro, apresentam uma redução no tamanho de leitegada e na taxa de parto no primeiro parto.
Abstract Gilts represent the largest parity group in swine farm and females that farrow larger litters at first farrowing tend to produce big litters during their productive lives. The main recomendations regarding time for the first mating are related with age, estrus, weight and backfat depth. In a present work, 613 gilts with more than 185 days of age were selected and inseminated at 1st, 2nd, 3rd or 4th estrus. At mating, all gilts were weighted and P2 backfat thickness was measured. The mean age of gilts and weight did not differ between groups. The group of gilts mated at 1st estrus farrowed smaller litter (10.1, 11.7, 12.1 and 12.4 total born/farrowing) and had smaller farrowing rate (68.9%; 86.5%; 88.2% and 92.0%), compared with those mated at 2nd, 3rd or 4th estrus (p<0.05). There was no difference on litter size and farrowing rates between gilts mated at 2nd, 3rd or 4th estrus (p>0.05). Based on these results, gilts mated at 1st estrus showed smaller litter size and had smaller farrowing rate than gilts mated at 2nd, 3rd or 4th estrus.
Contido em Acta scientiae veterinariae. Porto Alegre, RS. Vol. 33, n. 2 (2005), p. 125-130
Assunto Desempenho reprodutivo : Suínos
Eficiência reprodutiva
Reprodução animal : Suínos
Suíno
[en] First parity
[en] Gilts
[en] Mated estrus
[en] Reproductive performance
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20051
Arquivos Descrição Formato
000502626.pdf (89.46Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.