Repositório Digital

A- A A+

Nomadismo involuntário na reestruturação produtiva do trabalho bancário

.

Nomadismo involuntário na reestruturação produtiva do trabalho bancário

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Nomadismo involuntário na reestruturação produtiva do trabalho bancário
Autor Grisci, Carmem Ligia Iochins
Cigerza, Gilles Chemale
Hofmeister, Pedro Mendes
Becker, Joao Luiz
Resumo Este artigo trata das conseqüências humanas advindas dos modos de trabalhar e de gerir implementados pela reestruturação produtiva do trabalho. Mapeia e analisa a mobilidade – transferências de lugar e/ou de cargo – de sujeitos da reestruturação numa instituição bancária pública; e apresenta as conseqüências da reestruturação a partir da visão dos bancários. O estudo de caso foi utilizado como estratégia de pesquisa, cujos dados foram coletados via documentos da empresa, entrevistas informativas e entrevistas semiestruturadas em 1998 e 2003. Os dados sofreram análise estatística e de conteúdo. Os resultados indicam que a reestruturação produtiva acarretou mobilidade de modo diferenciado, e os efeitos mais perversos recaíram sobre sujeitos mais velhos e com mais tempo de serviço, já que estes descenderam na hierarquia da empresa. Como conseqüências humanas, têm-se nomadismo involuntário, instabilidade na estabilidade do emprego, relacionamentos de curto prazo, ruptura dos laços de confiança e sofrimento psíquico.
Abstract This paper deals with the human consequences caused by modes of working and managing in the restructuring of banking work. It analyzes the mobility – transferences of place and/or position – of employees submitted to restructuring in a public banking institution and presents the consequences of restructuring from the viewpoint of the bank workers. It is a case study, whose data were collected from corporate documents, personal interviews and semi-structured interviews in 1998 and 2003. Data received statistical and content analysis. Results indicate that the restructuring of banking work caused mobility in different manners. The worst effects were on the senior employees and on those who had more length of service, since they descended in the hierarchy. The main human consequences were the instability in work stability, involuntary nomadism, short-term relationships, break of trust and psychic suffering.
Contido em Revista de administração de empresas, São Paulo,. Vol. 46, n. 1 (jan./mar 2006), p. 27-40
Assunto Reestruturação produtiva
Trabalho bancário
[en] Banking work
[en] Human consequences
[en] Involuntary nomadism
[en] Mobility
[en] Restructuring work
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20157
Arquivos Descrição Formato
000521103.pdf (113.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.