Repositório Digital

A- A A+

Mídia e educação : em cena, modos de existência jovem

.

Mídia e educação : em cena, modos de existência jovem

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Mídia e educação : em cena, modos de existência jovem
Outro título Media and education: on the scene, ways of young existences
Autor Fischer, Rosa Maria Bueno
Resumo Neste artigo, o propósito é articular o depoimento de jovens de 15 a 25 anos com o que deles falam os diferentes produtos da mídia, especialmente a televisão. A partir da escuta de estudantes de escolas públicas e privadas, selecionou-se um tema principal para a análise dos modos de existência jovem: a construção do “outro” nos meios de comunicação e a relação desses grupos com as diferenças sociais, econômicas, geracionais, raciais e étnicas, de gênero e de aparência física. Com apoio em Michel Foucault, particularmente nos conceitos de normalidade, anormalidade e modos de subjetivação, discutimos as formas pelas quais a sociedade do espetáculo e da imagem opera na nomeação e na construção dos “outros jovens”, e como esse processo circula entre estudantes de nível médio e universitário no meio urbano de Porto Alegre, RS. Para tanto, recorremos também a autores como Jorge Larrosa e Maria Rita Kehl, com o objetivo de pensar de que forma se configura na mídia uma espécie de “normalidade jovem”. Sugerimos, nas conclusões, que, a partir dos debates e da análise das produções midiáticas, haveria a possibilidade de pensar outros modos de existência para grupos juvenis em nossa cultura.
Abstract The aim of this paper is to articulate young voices and media products addressed to the public from 15 to 25 years old. Starting from debates with students from private and public schools, I analyzed how media is constructing “the other”, in terms of economical, racial and ethnic differences; also in terms of differences of gender, age and physical appearance. The theoretical references are Foucault’s concepts of normality, abnormality and ways of subjectivation, in order to discuss how our society of image and spectacle nominates the “young others”, and how students from Porto Alegre (Brazil), realize this process. I also used the contribution of Maria Rita Kehl and Jorge Larrosa, to think about a “young normality” in Brazilian media. At the conclusion, I suggest that debates and analysis about media, in student’s company, represent a strong possibility of imagining new forms of young existences in our culture.
Contido em Educar em revista. Curitiba. N. 26 (2005), p. 17-38
Assunto Alteridade
Análise do discurso
Brasil
Diferença
Juventude
Televisão (Comunicação)
[en] Culture
[en] Difference
[en] Media
[en] Normality
[en] Television
[en] Youth
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20158
Arquivos Descrição Formato
000521379.pdf (192.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.