Repositório Digital

A- A A+

Trabalho imaterial e sofrimento psíquico : o pós-fordismo no jornalismo industrial

.

Trabalho imaterial e sofrimento psíquico : o pós-fordismo no jornalismo industrial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Trabalho imaterial e sofrimento psíquico : o pós-fordismo no jornalismo industrial
Outro título Immaterial work and psychological suffering : post-fordism in industrial journalism
Autor Grisci, Carmem Ligia Iochins
Rodrigues, Paulo Henrique
Resumo Este artigo reflete criticamente sobre implicações da recente fase do modo de produção capitalista nas rotinas de produção num jornal do Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo de caso cuja coleta de dados se deu através de investigação bibliográfica, seis entrevistas semi-estruturadas com jornalistas e observação não-participante. Como exercício teórico, é abordada a passagem da etapa fordista do capital para o pós-fordismo, enfatizando o conceito de compressão do tempo. Posteriormente, são analisados o deadline do periódico e as mudanças na atividade jornalística. Aqui, é traçada uma inter-relação entre as atuais rotinas de produção do jornalismo industrial e a emergência do trabalho imaterial na etapa recente do capital. Finalmente, através de estudos da subjetividade no trabalho, são analisadas as reações dos próprios jornalistas às transformações na organização do trabalho dentro da redação.
Abstract This article critically considers the implications of the recent phase of capitalist production modes in the production routines of a newspaper in Rio Grande do Sul. It is a case study in which data collection was based on bibliographic research, six semi-structured interviews with journalists and non-participative observation. As a theoretical exercise, the passage from fordist to post-fordist stages of capital will be dealt with, emphasizing the concept of time compression. The newspaper deadline and the changes in journalistic activity are analyzed. And, an interrelationship is traced between the present production routines of industrial journalism and the emergence of immaterial work in the recent stages of capital. Through studies of subjectivity in work, the reactions of the journalists themselves to the transformations in the work organization within the editorial staff are analyzed.
Contido em Psicologia & sociedade. São Paulo. Vol. 19, n. 2 (maio/ago. 2007), p. 48-56
Assunto Pós-fordismo
Psicodinâmica do trabalho
Sofrimento e prazer : Trabalho
Subjetividade e trabalho
Trabalho : Tempo : Pressão
Trabalho imaterial : Relação produção/consumo
[en] Immaterial work
[en] Psychological suffering
[en] Subjectivity
[en] Time
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20434
Arquivos Descrição Formato
000607505.pdf (50.58Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.