Repositório Digital

A- A A+

Produtos geradores e tomadores de caixa : análise avançada do capital de giro em uma indústria metalúrgica

.

Produtos geradores e tomadores de caixa : análise avançada do capital de giro em uma indústria metalúrgica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Produtos geradores e tomadores de caixa : análise avançada do capital de giro em uma indústria metalúrgica
Autor Copat, Rafael
Martinewski, Andre Luis
Villela, Rogério Ventura
Resumo A fabricação e comercialização de um produto geram um resultado econômico, o qual irá permitir à empresa realizar investimentos e proporcionar retorno ao acionista. Entretanto, sob a ótica financeira, é possível que os pagamentos referentes à industrialização e à venda deste produto (como fornecedores de materiais, mão-de-obra, impostos, etc.) ocorram anteriormente ao recebimento da respectiva entrada de caixa. Isto faz com que a empresa necessite aplicar certo volume de recursos financeiros nas operações do produto a fim de manter seu nível de vendas. Diferentemente, um produto cujo recebimento dá-se antes dos pagamentos a si referentes possuirá uma necessidade de capital de giro negativa, ou seja, ao invés de exigir um investimento permanente para suas atividades, o mesmo disponibiliza recursos financeiros enquanto o seu nível de comercialização não for reduzido. Os recursos a serem investidos nas operações possuem um custo, seja de captação, seja de oportunidade, no caso da empresa estar capitalizada. Sendo assim, a necessidade de capital de giro de um produto acaba impactando sobre a própria rentabilidade. Este estudo tem por objetivo evidenciar como a necessidade de capital de giro de um produto afeta sua margem de contribuição. Para tanto, tomou-se um produto de uma indústria metalúrgica, sendo verificada inicialmente a sua margem de contribuição nominal. Posteriormente foram levantados seus prazos médios de recebimento, estoques e pagamento, chegando-se ao ciclo financeiro. A partir de então foi investigado, para o nível de faturamento do produto, quanto ele gera ou toma de recursos da empresa. Por fim, todos os custos variáveis e a receita foram trazidos a valor presente, sendo evidenciada a sua margem de contribuição real. Verificou-se que o produto é tomador de caixa, e a empresa financia um alto montante de recursos para manterseu nível de vendas. Conseqüentemente, o impacto do ciclo financeiro sobre a margem de contribuição mostrou-se relativamente elevado, principalmente devido ao prazo médio de estoques.
Abstract The manufacture and the commercialization of a product generate an economic return, which will allow the firm to invest and to pay dividends to shareholders. However, under the financial view, payments concerning the industrialization and sales of this product (such as suppliers of raw materials, labor, taxes, etc.) may happen before the respective receipts. This creates the need for applying a certain amount of financial resources in the product’s operations to keep its level of sales. Differently, if the receipts of a product happen before the payments, it has a negative need for working capital, i.e., instead of claiming a permanent investment in its activities, the product provides financial resources as long as its level of commercialization is maintained. The resources that must be invested in the operations have a cost, the cost of borrowing money, or the opportunity cost if the firm is capitalized. Thus, working capital needs of a product impact its own profitability. This study aims to show how the need for working capital of a product affects its contribution margin. To do so, we took a product of a steel mill factory and firstly we verified its nominal contribution margin. Then we calculated its average collection period, average age of the inventory and average payment period, finding the cash conversion cycle. Following, we investigated how much resources the product generates or takes from the firm to keep its level of sales. At last, all variable costs and the revenue were discounted to present value, discovering the product’s real contribution margin. We verified the product is a taker of cash and the firm finances a lofty amount of resources to maintain its level of commercialization. Consequently, the impact of the cash conversion cycle on the contribution margin was relatively high, mainly due to the average age of the inventory.
Contido em REAd : revista eletrônica de administração. Porto Alegre. Edição 57, vol. 13, n. 3 (set./dez. 2007), documento eletrônico
Assunto Análise financeira : Viabilidade economica : Fluxo de caixa
Capital de giro : Administracao financeira : Fluxo de caixa : Investimento : Analise : Controle
Finanças
Investimentos : Administracao financeira
[en] Cash Conversion Cycle
[en] Cash Flow
[en] Fleuriet’s Model
[en] Real Contribution Margin
[en] Working Capital per Product
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20525
Arquivos Descrição Formato
000622160.pdf (240.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.