Repositório Digital

A- A A+

Microbiological quality of minimally processed vegetables sold in Porto Alegre, Brazil

.

Microbiological quality of minimally processed vegetables sold in Porto Alegre, Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Microbiological quality of minimally processed vegetables sold in Porto Alegre, Brazil
Autor Silva, Silvia Regina Pavan da
Verdin, Sylvia Elisa Frizzo
Pereira, Dariane Castro
Schatkoski, Aline Modelski
Rott, Marilise Brittes
Corção, Gertrudes
Resumo Hortaliças minimamente processadas passam por várias etapas durante seu processamento, no qual ocorrem várias modificações de sua estrutura natural, todavia elas devem manter a mesma qualidade do produto não processado. O objetivo deste estudo foi quantificar microrganismos mesófilos e psicrótróficos, coliformes totais e fecais e verificar a presença de E. coli, parasitas e sujidades em hortaliças minimamente processadas prontas para consumo. Foram analisadas 56 amostras para mesófilos e psicrotróficos pelo método de contagem em placas, com média mensal 4,7x105 a 1,6x108 UFC/g e de 7,9x106 a 2,7x108 UFC/g, respectivamente. Os coliformes foram analisados pela técnica dos tubos múltiplos, onde coliformes totais variaram de <3 a ≥ 2,4x104 NMP/g e coliformes fecais, de <3 a 1,1x104 NMP/g, e E. coli foi observada em oito amostras. De 52 amostras, 8 (15,3%) apresentaram oocistos de Eimeria spp. Sujidades, como fragmentos de insetos e ácaros jovens foram encontrados. Contaminação de origem fecal foi verificada no presente estudo, sugerindo falhas nas etapas do processamento das hortaliças, ou que o solo ou a água de irrigação também poderiam ser fontes de disseminação destes microrganismos.
Abstract Minimally processed vegetables go through various steps during their preparation, with many modifications to their natural structure. However, they must maintain the same quality as the fresh produce. The aim of the present study was to quantify mesophilic and psychrotrophic microorganisms and total and faecal coliforms, and to assess the presence of Escherichia coli, parasites, and dirt material in ready-to-eat minimally processed vegetables. Fifty-six samples of minimally processed vegetables were analysed for the presence of mesophilic and psychrotrophic microorganisms by the plate-count method. Monthly means ranged from 4.7x105 to 1.6x108 CFU/g and from 7.9x106 to 2.7x108 CFU/g, respectively for mesophilic and psychrotrophic microorganisms. Coliforms were analysed by the multiple-tube method; total coliforms ranged from <3 to ≥ 2.4x104 MPN/g and faecal coliforms from <3 to 1.1x104 MPN/g. Escherichia coli was detected in eight samples. Out of 52 samples, eight (15.3%) contained oocysts of Eimeria spp.. Dirt matter, such as insect body parts and young mites, was also found. Contamination of faecal origin was observed in these samples, suggesting that either the sanitisation of the product was unsuccessful, or soil or irrigation water could be the source of these microorganisms.
Contido em Brazilian journal of microbiology. São Paulo, SP. Vol. 38, n. 4 (Oct./Dec. 2007), p. 594-598
Assunto Escherichia coli
Parasitologia
Vegetais minimamente processados
[en] Microbiologic quality
[en] Minimally processed vegetables
[en] Parasitological analysis
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20557
Arquivos Descrição Formato
000633823.pdf (167.0Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.