Repositório Digital

A- A A+

Análise epidemiológica de um surto de mastite bovina em uma propriedade leiteira no Estado do Rio Grande do Sul.

.

Análise epidemiológica de um surto de mastite bovina em uma propriedade leiteira no Estado do Rio Grande do Sul.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise epidemiológica de um surto de mastite bovina em uma propriedade leiteira no Estado do Rio Grande do Sul.
Outro título Epidemiological analysis of an outbreak of bovine mastitis in a dairy herd in the state of Rio Grande do Sul
Autor Guilloux, Aline Gil Alves
Cardoso, Marisa Ribeiro de Itapema
Corbellini, Luis Gustavo
Resumo A mastite bovina é responsável por grandes prejuízos econômicos em rebanhos leiteiros em todo o mundo devido à diminuição da produção de leite, gastos com medicação, descarte e perda na qualidade do leite. O objetivo do trabalho foi de analisar, através de métodos epidemiológicos, um surto de mastite bovina ocorrido em uma propriedade leiteira no Estado do Rio Grande do Sul. O rebanho apresentava um aumento da incidência de mastite clínica caracterizado por grumos no leite. Foi feito CMT em todos os animais em lactação e os resultados do teste registrados para cada quarto mamário em uma escala subjetiva, que variou de zero (sem alteração), traços, uma, duas ou três cruzes (de acordo com a intensidade de formação de gel). Foram coletadas amostras de leite para exame bacteriológico de todos os quartos mamários com resultados de duas e três cruzes no CMT, sendo que 33,5% dos animais (136/405) apresentaram contagem de célula somática (CCS) acima do ponto de corte estipulado em pelo menos um quarto mamário. De 149 amostras de leite coletadas, 33% (44/126) revelaram crescimento de Sthaphylococcus aureus ou Streptococcus agalactiae. O risco de desenvolver mastite foi maior em vacas com maior produção média de leite (p = 0,00765) e o risco de um animal apresentar mastite contagiosa (S. aureus e S. agalactiae) foi maior com o tempo de lactação (p = 0,042). Através da investigação epidemiológica, concluiu-se que o surto foi provavelmente causado pela introdução de animais infectados no rebanho.
Abstract Bovine mastitis is an infectious disease that causes economic losses in dairy herds due to impaired milk production and milk quality and costs with both culling and treatment. The objective of the study was to analyze an outbreak of bovine mastitis in a large dairy herd in the state of Rio Grande do Sul. The herd with 405 lactating cows showed an increased incidence of clinical mastitis characterized primary by clots in the milk. California Mastitis Test (CMT) was performed in all milking cows and milk samples were collected from those presenting 2 + or 3 + based on the viscosity of the gel; 33.5% of the lactating cows presented 2 + or 3 + in the CMT test. Staphylococcus aureus and Streptococcus agalactiae were obtained from 33% of milk samples. The odds of a cow showing mastitis according to CMT criteria increased with the increment of average milk production (p = 0.00765); the risk of a cow with contagious mastitis increased with the lactating period (p = 0,042). It could be concluded through the epidemiological analysis that the outbreak has started after the introduction of new animals into the herd.
Contido em Acta scientiae veterinariae. Porto Alegre, RS. Vol. 36, n.1 (2008), p. 1-6
Assunto Epidemiologia
Mastite bovina
Surtos de doencas : Medidas em epidemiologia
[en] Bovine
[en] Epidemiology
[en] Mastitis
[en] Outbreak
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20609
Arquivos Descrição Formato
000643751.pdf (249.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.