Repositório Digital

A- A A+

Uso de acaricidas em Rhipicephalus (B.) microplus de duas regiões fisiográficas do Rio Grande do Sul

.

Uso de acaricidas em Rhipicephalus (B.) microplus de duas regiões fisiográficas do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Uso de acaricidas em Rhipicephalus (B.) microplus de duas regiões fisiográficas do Rio Grande do Sul
Outro título The use of acaricides on Rhipicephalus (B.) microplus from two physiogeographical regions of Rio Grande do Sul
Autor Farias, Nara Amelia da Rosa
Cunha Filho, Nilton Azevedo
Vaz Junior, Itabajara da Silva
Resumo A preocupação com a seleção de populações de Rhipicephalus (B.) microplus resistentes aos acaricidas é mundial. No Brasil, o aparecimento de resistência não é monitorado de maneira sistemática, o que dificulta o seu controle, pois quanto mais rápido a resistência for detectada, menor é o impacto sobre a produção pecuária. No presente estudo foram analisadas, pelo teste de Drummond, trinta populações de carrapatos de duas regiões fisiográficas do sul do Rio Grande do Sul (Serra do Sudeste e Encosta do Sudeste). Foi realizada uma abordagem epidemiológica com os proprietários ou administradores das fazendas para analisar as diferenças e/ou semelhanças das técnicas de manejo e eficácia dos produtos acaricidas (amitraz, cipermetrina, deltametrina, associação de piretróides sintéticos e organofosforados e associação entre organofosforados) entre as regiões. Observou-se que, em relação à eficácia média dos acaricidas, somente houve diferença (p<0,05) para a deltametrina, sendo maior na Encosta do Sudeste (54%) em relação a Serra do Sudeste (37%). Entretanto, ao analisar as eficácias mínimas entre as duas regiões, observou-se que houve diferença (p<0,05) para o amitraz de 8% na Serra do Sudeste e 56% na Encosta do Sudeste, assim como para cipermetrina, que foi 0% na Serra do Sudeste e 7% na Encosta do Sudeste, portanto, as eficácias mínimas foram menores na Serra do Sudeste. No levantamento epidemiológico, a maioria das questões abordadas não apresentou diferença estatística (p>0,05), exceto em relação ao número de aplicações de carrapaticidas ao ano que foi maior na Serra do Sudeste. Devido à grande biodiversidade existente entre várias regiões do Brasil, a detecção da resistência deve ser feita de forma regionalizada, já que regiões fisiográficas próximas e semelhantes apresentaram padrões diferentes de manejo e de eficácia aos acaricidas.
Abstract Substantial worldwide attempt has been focused on control and characterization of acaricide-resistant Rhipicephalus (B.) microplus ticks. In Brazil, it is difficult to obtain reliable estimates of the number of acaricide-resistant cases, since there is the lack of an ample data-collecting infrastructure. In the present study, thirty tick populations from two physiogeographical regions of Rio Grande do Sul (Serra do Sudeste and Encosta do Sudeste) were analyzed by means of the Drummond adult immersion test. An epidemiological study was carried out in order to investigate the differences and/or similarities between the management techniques and the efficacy of acaricidal products (amitraz, cypermethrin, deltamethrin, mixture of synthetic pyrethroid and organophosphorated, and mixture of organophosphorated) in the two regions. Analysis showed that acaricide mean efficacies of the deltamethrin were significantly different (P < 0.05) with a higher value in Encosta do Sudeste. However, when the minimal efficacies in the two regions were analyzed, differences for amitraz and cypermethrin were observed, with lower values in Serra do Sudeste (P < 0.05). In the epidemiological study, most of the questions did not show statistical differences (P < 0.05), except for the number of acaricide applications per year, with a higher value in Serra do Sudeste. The results show that region-level surveys can provide a sensible information base and determine the local requirements and allow the implementation of effective interventions, since priorities can differ markedly even between close regions.
Contido em Acta scientiae veterinariae. Porto Alegre, RS. Vol. 36, n.1 (2008), p. 25-30
Assunto Acaricida
Epidemiologia
Manejo
[en] Acaricides
[en] Epidemiology
[en] Management
[en] Serra do Sudeste and Encosta do Sudeste
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20611
Arquivos Descrição Formato
000643763.pdf (212.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.