Repositório Digital

A- A A+

Escola pública e comunidade : relações em d'obras

.

Escola pública e comunidade : relações em d'obras

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Escola pública e comunidade : relações em d'obras
Autor Santos, Nair Iracema Silveira dos
Orientador Axt, Margarete
Data 2002
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Análise do discurso
Avaliação institucional
Cartografia
Deleuze, Gilles, 1925-1995
Ensino público
Escola pública
Filosofia da linguagem
Guattari, Felix, 1930-1992
Porto Alegre (RS)
Relação escola-comunidade
Rio Grande do Sul
Subjetividade
Resumo Apresentamos neste trabalho um estudo sobre a processualidade das relações da escola pública com a comunidade, enfocando os agenciamentos que operam na constituição de diferentes modos de relação em uma instituição situada na região metropolitana de Porto Alegre. Sob os referenciais de Gilles Deleuze e Félix Guattari, procuramos pensar as relações como acontecimentos, efeitos de sentidos, agenciados coletivamente por instâncias heterogêneas que compõem o real social. Nosso problema se inscreve no âmbito do discurso e da subjetividade, partindo da hipótese de que é possível pensar as relações nas instituições, para além das representações individuais, para além das relações interpessoais, para além do pressuposto da reprodução social. Procuramos articular conhecimentos da Análise de Discurso na vertente Francesa com as discussões empreendidas por Deleuze e Guattari sobre uma Filosofia da Linguagem e uma Teoria da Subjetividade. Utilizamos o recurso cartográfico proposto por estes autores, trabalhando com os discursos produzidos no encontro da escola com a comunidade. Para tal acompanhamos as atividades de uma escola durante um ano, realizando entrevistas, observações, leitura de documentos, participando de reuniões e encontros festivos. Encontramos em nosso estudo algumas dobras das relações da escola com a comunidade, dobras que nos falam da sua complexidade, a qual temos deixado escapar, ao entendermos as relações, marcados pelo modo-indivíduo de subjetivação, que ganhou força desde a modernidade. Nossa cartografia registrou várias dobras, algumas um pouco mais intensas, como a dobra burocrática, a qual impede que outras forças possam ser potencializadas na escola. Procuramos aqui construir um modo de pensar as relações nas instituições, um pensar nas dobras, para regar um pouco o campo da Análise Institucional no âmbito da Psicologia e da Educação.
Abstract This research present a study on the manner of proceeding of the relations between public school and community, focusing on the agencement that works in the constitution of the different ways of relations in an educational institution of the metropolitan region of Porto Alegre. Based on Gilles Deleuze and Félix Guattari, we try to think of the relations as events, effects of meaning collectivelly agenced by heterogeneous instances that compose the real social. Our problem concerns the field of action of discourse and subjectivity , assuming the hypothesis that it is possible to conceive the relations in the institutions beyond the individual representation, the interpersonal relations and the postulation of the social reproduction. We intend to join the knowledge of the Discourse Analysis of the French trend to the discussion proposed by Deleuze and Guattary on a Philosophy of the Language and a Theory of Subjectivity. We use the cartographic resource proposed by these authors, working with the discourses produced by the interaction between school and community. To accomplish such proposal we attended school activities during a year , having interviews, observations, documents reading as well as participating in meetings and festive gatherings.In our study we found some foldings concerning the relations between school and community. These foldings show us the complexity of this relations which we have ignored when trying to understand it based on the individual mode of subjectivity which has become stronger since modern times. Our cartography recorded many foldings, some more intense like the bureaucratic folding which prevents other forces from being more powerful at school. We intend to develop a way of thinking of the realtions in the institutions, a thought of the foldings, to feed the field of the Institutional Analysis of Psychology and Education.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/2076
Arquivos Descrição Formato
000313939.pdf (1.119Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.