Repositório Digital

A- A A+

Os adolescentes infratores e o empobrecimento da rede social quando do retorno à comunidade

.

Os adolescentes infratores e o empobrecimento da rede social quando do retorno à comunidade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os adolescentes infratores e o empobrecimento da rede social quando do retorno à comunidade
Outro título Adolescent transgressors and the weakening of their social network when they return to the community
Autor Branco, Bianca de Moraes
Wagner, Adriana
Resumo O objetivo deste estudo foi compreender o sucesso ou não do cumprimento da medida de ICPAE (Interno com Possibilidade de Atividade Externa) na Fase-RS (Fundação de Atendimento Sócio-Educativo do Rio Grande do Sul), à luz das características da rede social desses jovens infratores, bem como da percepção do funcionamento de sua família. Foram investigados quatro adolescentes, no começo e ao final do cumprimento desta medida, através da metodologia de estudo de caso. Utilizou-se o mapa da rede social e, para a avaliação do funcionamento familiar, foi utilizada a escala GARF (Global Assessment of Relational Functioning Scale). Houve uma tendência geral de empobrecimento da rede social desses jovens em relação ao primeiro mapa, bem como de centralização na família. A segunda avaliação do cumprimento da medida de ICPAE teve uma piora significativa em relação à primeira, excetuando- se o adolescente que teve a rede social mais completa, em ambos os momentos.
Abstract The goal of this case study was to understand the success (or failure) of the ICPAE initiative (from Portuguese: Intern with possibility of External Activity) of the Foundation for Social-Educative Services of Rio Grande do Sul in the light of the characteristics of the social network of these young transgressors and of their perception of the functioning of their family. Five adolescents were investigated in the beginning and in the end of the ICPAE experience. We used a social network map, and for evaluating the functioning of the family we used the GARF scale (Global Assessment of Relational Functioning Scale). It was observed that the social network of these youths tended to be poorer than in the first map and also that they were centered on the family. The second ICPAE assessment revealed significantly worse results in comparison to the first, except in the case of one adolescent who had the most complete social network in both moments.
Contido em Ciência & saúde coletiva. Rio de Janeiro. Vol. 14, n. 2 (2009), p. 557-567.
Assunto Delinquência juvenil
Família
Fundação de Atendimento Sócio-Educativo do Estado do Rio Grande do Sul.
Medidas socioeducativas
Redes sociais
[en] Adolescent
[en] Family
[en] Social network
[en] Transgressor
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20770
Arquivos Descrição Formato
000696908.pdf (61.10Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.