Repositório Digital

A- A A+

Impacto econômico dos casos de doença cardiovascular grave no Brasil : uma estimativa baseada em dados secundários

.

Impacto econômico dos casos de doença cardiovascular grave no Brasil : uma estimativa baseada em dados secundários

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Impacto econômico dos casos de doença cardiovascular grave no Brasil : uma estimativa baseada em dados secundários
Outro título Economic burden of severe cardiovascular diseases in Brazil : an estimate based on secondary data
Autor Foppa, Murilo
Azambuja, Maria Ines Reinert
Achutti, Aloyzio Cechella
Maranhão, Mário Fernando de Camargo
Resumo Fundamento: Há escassez de dados no Brasil para subsidiar a crescente preocupação sobre o impacto econômico das doenças cardiovasculares (DCV). Objetivo: Estimar os custos referentes aos casos de DCV grave no Brasil. Métodos: O número de casos de DCV grave foi estimado a partir das taxas de letalidade e mortalidade dos pacientes hospitalizados. Estudos observacionais e bancos de dados nacionais foram utilizados para estimar os custos referentes à hospitalização, atendimento ambulatorial e benefícios pagos pela previdência. A perda da renda foi estimada com base nos dados do estudo de Carga de Doenças no Brasil. Resultados: Aproximadamente dois milhões de casos de DCV grave foram relatados em 2004 no Brasil, representando 5,2% da população acima de 35 anos de idade. O custo anual foi de, pelo menos, R$ 30,8 bilhões (36,4% para a saúde, 8,4% para o seguro social e reembolso por empregadores e 55,2% como resultado da perda de produtividade), correspondendo a R$ 500,00 per capita (para a população de 35 anos e acima) e R$ 9.640,00 por paciente. Somente nesse subgrupo, os custos diretos em saúde corresponderam por 8% do gasto total do país com saúde e 0,52% do PIB (R$ 1.767 bilhões = 602 bilhões de dólares), o que corresponde a uma média anual de R$ 182,00 para os custos diretos per capita (R$ 87,00 de recursos públicos) e de R$ 3.514,00 por caso de DCV grave. Conclusão: Os custos anuais totais para cada caso de DCV grave foram significativos. Estima-se que tanto os custos per capita como aqueles correspondentes ao subgrupo de pacientes com DCV grave aumentem significativamente à medida que a população envelhece e a prevalência de casos graves aumente. (Arq Bras Cardiol 2008;91(3):163-171)
Abstract Background: The scarce amount of data available in Brazil on the economic burden of cardiovascular diseases (CVD) does not justify the growing concern in regard to the economic burden involved. Objective: The present study aims at estimating the costs of severe CVD cases in Brazil. Methods: Cases of severe CVD were estimated based on hospitalized cases lethality and total CVD mortality rates. National data bases and sample studies were used to estimate costs of hospitalization, outpatient care, and social security benefits. Loss of income was estimated from the Burden of Disease in Brazil data. Results: Approximately two million cases of severe CVD were reported in 2004 in Brazil. That accounts for 5.2% of the population over 35 years of age. The resulting annual cost was at least R$ 30.8 billion (36.4% for health care, 8.4% for social security and employers’ reimbursements, and 55.2% due to loss in productivity). That corresponded to R$ 500.00 per capita (considering 35 year-old and older population) and R$ 9,400.00 per patient. Direct costs with health care from severe CVD cases accounted for 8% of total national expenditure on health and 0.52% of 2004 GNP (R$ 1,767 billion = US$ 602 billion). That corresponded to an yearly average direct cost of R$182.00 per capita (R$ 87.00 from public resources) and of R$ 3,514.00 per case. Conclusion: Total annual costs per severe CVD case were estimated to be significant. Costs per capita and total costs corresponding to this sub-group of CVD patients are expected to escalate as the population ages and the prevalence of severe cases increases. (Arq Bras Cardiol 2008;91(3):148-155)
Contido em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sao Paulo. Vol. 91, n. 3 (2008), p. 163-171
Assunto Acidente cerebral vascular
Doenças cardiovasculares
Fatores socioeconômicos
Isquemia miocárdica
[en] Cardiovascular diseases
[en] Cerebrovascular accident
[en] Cost-benefit analysis
[en] Epidemiology
[en] Health economics
[en] Ischemia
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20788
Arquivos Descrição Formato
000707268.pdf (402.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.