Repositório Digital

A- A A+

Vida reprodutiva de pessoas vivendo com HIV/AIDS : revisando a literatura

.

Vida reprodutiva de pessoas vivendo com HIV/AIDS : revisando a literatura

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Vida reprodutiva de pessoas vivendo com HIV/AIDS : revisando a literatura
Outro título Reproductive life of people who live with HIV: a literature review
Autor Gonçalves, Tonantzin Ribeiro
Carvalho, Fernanda Torres de
Faria, Evelise Rigoni de
Goldim, José Roberto
Piccinini, Cesar Augusto
Resumo No contexto atual da epidemia de HIV/AIDS, temáticas como a reprodução e a transmissão maternoinfantil tornaram-se frequentes e têm suscitado diversos posicionamentos por parte de pessoas portadoras e das equipes de saúde. O presente artigo teve por objetivo examinar o impacto da infecção por HIV/AIDS na vida reprodutiva de pessoas portadoras, considerando o direito à maternidade e à paternidade. Foi realizada uma revisão da literatura acerca de aspectos biológicos, psíquicos e sociais que compõem o cenário da assistência em saúde reprodutiva. Constatou-se que a prevalência da lógica biomédica e o impacto social da epidemia restringem o exercício do direito à maternidade e à paternidade dos indivíduos portadores de HIV/AIDS. Diante disso, entendese que as políticas públicas e as ações em saúde devem ser direcionadas pelo respeito ao princípio da integralidade e pelo respeito à autonomia individual, dentro de um contexto de apoio e orientação psicossocial.
Abstract Considering the current context of the HIV epidemic, issues like reproduction and mother-to-child HIV transmission became frequent. They have led to different opinions from infected people and healthcare professionals. The present study aimed to identify the impact of the HIV infection on the reproductive life of those affected, considering motherhood and fatherhood rights. An extensive literature review on biological, psychological and social aspects that are part of the reproductive health assistance was conducted. We identified that the predominance of a biological logic and the social impact of the epidemic restrict the reproductive experiences of motherhood and fatherhood of people infected with HIV. We believe that health policies should be oriented by principles of integrality and individual autonomy, in a context of a psychosocial support and orientation.
Contido em Psicologia & sociedade. São Paulo, SP. Vol. 21, n. 2 (maio/ago. 2009), p. 223-232.
Assunto AIDS
HIV
Reprodução humana
Sexualidade
Transmissão vertical de doença
[en] HIV/AIDS,
[en] Human reproduction
[en] Mother-to-child transmission
[en] Reproductive health
[en] Sexuality
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20917
Arquivos Descrição Formato
000734261.pdf (402.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.