Repositório Digital

A- A A+

Níveis séricos dos hormônios do eixo hipotalâmico-hipofisiário-testicular em homens com ou sem neoplasia de próstata

.

Níveis séricos dos hormônios do eixo hipotalâmico-hipofisiário-testicular em homens com ou sem neoplasia de próstata

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Níveis séricos dos hormônios do eixo hipotalâmico-hipofisiário-testicular em homens com ou sem neoplasia de próstata
Autor Schmitt, Caio da Silva
Orientador Rhoden, Ernani Luis
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Hormônios
Neoplasias da próstata
Testosterona
Resumo A prevalência do câncer de próstata está aumentando ao longo dos anos, o que vem gerando diversos estudos em busca de seu melhor entendimento. O envolvimento dos andrógenos, incluindo a testosterona, como potencial fator etiológico no câncer de próstata tem sido questionado e debatido na literatura, permanecendo o seu papel discutível e não completamente entendido. Método: a população em estudo foi composta por homens submetidos à biópsia de próstata por suspeita de neoplasia prostática no período de Março de 2006 a Dezembro de 2007. Esta população foi dividida em três grupos de acordo com o resultado anatomopatológico da biópsia em ausência de neoplasia, proliferação atípica de pequenos ácinos (ASAP) e câncer de próstata. Os indivíduos foram avaliados quanto aos dados demográficos, como idade, índice de massa corporal, raça, tabagismo e presença de doenças crônicas. Além das dosagens do antígeno prostático específico (PSA), testosterona total (TT), hormônio folículo estimulante (FSH) e luteinizante (LH), prolactina e estradiol. Para fins de significância estatística considerou-se um P<0.05. Resultados: Cento e oitenta e seis homens foram submetidos à biópsia de próstata neste período. Destes, inicialmente 123 tiveram como resultado ausência de neoplasia, 26 com ASAP e 37 com câncer de próstata. Após considerar os resultados da re-biópsia dos indivíduos com ASAP, o número de indivíduos com câncer de próstata passou para 45 e os verdadeiros ASAP para 18 homens. Os grupos foram similares quanto à idade, índice de massa corporal, raça, tabagismo, presença de doenças crônicas e nível sérico de PSA total (P>0.05). Os níveis médios séricos de TT, FSH, LH, prolactina e estradiol foram similares entre os diferentes grupos (P>0.05). Não se encontrou uma maior prevalência de homens hipogonádicos entre aqueles com diagnóstico de câncer de próstata assim como o escore de Gleason foi similar entre os grupos estudados (P>0.05) Conclusão: O presente estudo não demonstrou níveis séricos distintos de TT, FSH, LH, prolactina e estradiol em homens com biópsia de próstata com ausência de neoplasia, proliferação atípica de pequenos ácinos ou câncer de próstata.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/21049
Arquivos Descrição Formato
000735493.pdf (178.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.