Repositório Digital

A- A A+

Frankenstein : romantismo, Filosofia e Ciência ao fim do século XVIII e início do XIX

.

Frankenstein : romantismo, Filosofia e Ciência ao fim do século XVIII e início do XIX

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Frankenstein : romantismo, Filosofia e Ciência ao fim do século XVIII e início do XIX
Autor Figueiredo, Guilherme Galvão de
Orientador Marshall, Francisco
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Licenciatura.
Assunto História e literatura
Resumo O presente trabalho tem o intuito de analisar o romance Frankenstein, de Mary Shelley, como um objeto histórico que configura uma expressão de seu tempo. Colocando-o sob o prisma do Romantismo e das transformações nas visões de mundo do final do século XVIII e início do XIX, traçando a evolução nas mudanças de paradigmas estéticos, filosóficos e científicos que culminaram nas diferentes cosmovisões existentes no período em que foi escrita a obra, o trabalho irá mostrar a reflexão e a crítica social presente no livro A crítica romântica ao cientificismo sem moral nem ética dos racionalistas/mecanicistas, na busca do saber e do progresso da humanidade.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/21350
Arquivos Descrição Formato
000737136.pdf (329.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.