Repositório Digital

A- A A+

O efeito da infusão das flores de Hibiscus pernambucensis Arruda sobre ratas gestantes e lactantes expostas ao campo eletromagnético de ultra-alta-frequência

.

O efeito da infusão das flores de Hibiscus pernambucensis Arruda sobre ratas gestantes e lactantes expostas ao campo eletromagnético de ultra-alta-frequência

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O efeito da infusão das flores de Hibiscus pernambucensis Arruda sobre ratas gestantes e lactantes expostas ao campo eletromagnético de ultra-alta-frequência
Autor Borba, Juliana Becker
Orientador Saffi, Jenifer
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular.
Assunto Campo eletromagnetico
Hibiscus
Resumo O Hibiscus pernambucensis Arruda (HpA) é uma planta da família Malvaceae, típica de clima tropical de ecossistemas de mangues. A infusão das flores do HpA apresenta propriedades antioxidantes, decorrentes da vitamina E, flavonóides, quercetina e taninos. Há estudos mostrando que os campos eletromagnéticos de ultra-alta-freqüência (CEMUAF) podem provocar danos à saúde. Estes danos acontecem por indução de estresse oxidativo às células. O presente estudo visa verificar o efeito antioxidante das flores de HpA sobre o fígado e o córtex cerebral de ratas expostas aos CEMUAF durante a gestação e a lactação. Foram utilizadas 24 ratas fêmeas Wistar de 3 meses de idade que foram divididas em 4 grupos: 6 ratas controles (RC), 6 ratas expostas (RE), 6 ratas controles (RCH) e 6 ratas expostas (REH) que tomaram a infusão das flores de HpA. Foi administrada diariamente 1,5ml da infusão, em uma concentração de 5%, 30 min antes da exposição, durante 42 dias. As REH foram irradiadas 30 min por dia, por toda gestação e lactação, em uma freqüência de 950MHz, 1W de potência, campo elétrico médio de 35 V/m e antena de polarização vertical. A taxa de absorção específica do grupo exposto variou de 0,64 a 0,44W/kg no cérebro e de 0,99 a 0,67W/kg no fígado, estes valores foram calculados para ratas variando de 90 a 132 dias de idade. Após este tempo, as ratas foram decapitadas, o fígado e córtex cerebral foram retirados e imersos no nitrogênio líquido para posterior análise. Os resultados mostraram que a exposição ao CEMUAF e a infusão de HpA causaram um aumento significativo do dano oxidativo em lipídios e DNA no córtex cerebral esquerdo (CCE) (p<0,05). Nossos resultados indicam que o CEMUAF de 950MHz e a infusão de HpA provocam estresse oxidativo e é genotóxico ao CCE de RE e RCH. Quando combinado CEMUAF e a infusão, houve diminuição dos danos em DNA no REH. Nas análises quantitativas de conteúdo de polifenol total e flavonóides, observou-se que a infusão de HpA contém uma grande quantidade de polifenóis totais mas uma pequena de flavonóides (quando comparado ao H.sabdariffa) o que não foram capazes de diminuir os danos oxidativos nos animais.
Abstract The Hibiscus pernambucensis Arruda (HpA) is a plant of the Malvaceae family, typical of tropical mangrove ecosystems. The infusion of the flowers of the HpA has antioxidant properties, resulting from vitamin E, flavonoids, quercetin and tannins. There are studies showing that electromagnetic fields of ultra-high frequency (UHF-EMF) can cause damage to health. These damages occur by induction of oxidative stress to cells. This study aims to determine the antioxidant effect of the flowers of HpA on the liver and cerebral cortex of rats exposed to UHF-EMF during pregnancy and lactation. Twenty-four female Wistar rats of average age three months were distributed into four groups: 6 control rats (CR), 6 exposed rats (ER), 6 control rats (HCR) and 6 exposed rats (HER). The animal recived on daily basis an amount of 1,5 ml of the infusion of flowers HpA, at a concentration of 5%, 30min before exposure, for 42 days. The ER were irradiated 30 minutes per day throughout pregnancy and lactation, at a frequency of 950MHz, 1W of power, the average electric field of 35V/m and antenna for vertical polarization. The specific absorption rate of the exposed group ranged from 0.64 to 0.44W/kg in the brain and from 0.99 to 0.67W/kg in the liver. These values were calculated for rats ranging from 90 to 132 days of age. After this time, the rats were decapitated, the liver and cerebral cortex were removed and immersed in liquid nitrogen for later analysis. The results are presented as mean ± SEM. The values were assessed by post-ANOVA SNK (two tails), with the significant results p<0,05 for n=6. The results showed that exposure to UHF-EMF and the infusion of HpA caused a significant increase in oxidative damage in lipids and DNA in the left cerebral cortex (LCC) (p <0,05). The results indicate that UHF-EMF of 950MHz and the infusion of HpA cause oxidative stress and is genotoxic to LCC ER and HCR. When combined UHFEMF and infusion decreased DNA damage in the HER. Quantitative analysis of total polyphenol content and flavonoids showed that the infusion of HpA contains a large amount of total polyphenols but little of flavonoids (compared to H.sabdariffa) which have not been able to reduce oxidative damage in animals.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/21409
Arquivos Descrição Formato
000732857.pdf (1.308Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.