Repositório Digital

A- A A+

Relações entre estilo cognitivo verbal-visual, recordação e expressão narrativa de eventos autobiográficas

.

Relações entre estilo cognitivo verbal-visual, recordação e expressão narrativa de eventos autobiográficas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relações entre estilo cognitivo verbal-visual, recordação e expressão narrativa de eventos autobiográficas
Autor Alencastro, Luciano da Silva
Orientador Gomes, William Barbosa
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Estilo cognitivo
Memória autobiográfica
Narrativas
[en] Autobiographical memory
[en] Cognitive style
[en] Narrative
[en] Verbal and visual processing
Resumo A presente dissertação investigou a relação entre estilo cognitivo verbal-visual, recordação e expressão narrativa de eventos autobiográficos. Cento e quatro estudantes universitários realizaram as seguintes tarefas: 1) Relato de Evento Autobiográfico; 2) Questionário de Memória Autobiográfica (QMA); 3) Questionário Verbalizador-visualizador (QVV); e 4) versão reduzida do Bett´s Questionnarie Upon Mental Imagery. A análise fatorial do Estudo I distinguiu dois níveis da recordação de eventos pessoais: 1) processos cognitivos pouco dependentes de recursos reflexivos e concomitantes ao ato de recordar, como a vivacidade de imagens; e 2) processos reflexivos, nos quais se destacam as avaliações e juízos acerca da importância do evento. O Estudo II indicou a inconsistência empírica do fator visual do QVV e a adequação psicométrica do fator que avalia preferências cognitivas verbais. O Estudo III não confirmou a expectativa de correlação entre preferências cognitivas (por palavras ou por imagens) e memória autobiográfica (tanto na recordação quanto no relato de eventos pessoais). No entanto, o teste t revelou diferenças significativas (p>0,01) entre dois grupos (Psicologia e Letras versus Odontologia e Biomedicina) quanto às variáveis: escore em estilo verbal, número de palavras e coerência narrativa. O grupo Psicologia e Letras apresentou os maiores escores nas três variáveis. Os resultados sugeriram a existência de um construto que abarca tanto estilo cognitivo verbal quanto características narrativas: perfil cognitivo verbalnarrativo. A análise quantitativa/qualitativa do Estudo IV apontou a proporção equilibrada entre descritores objetivos e subjetivos como condição para a obtenção de alta coerência narrativa. Além disso, verificou-se que características verbais e narrativas estavam alicerçadas em habilidades imaginativas. Este achado contradiz a freqüente concepção de que preferências verbais e imaginativas seriam polaridades excludentes, indicando interação entre estes dois processos cognitivos.
Abstract This research investigated the relationship among verbalizer-visualizer cognitive style, recall, and narrative expression of autobiographical events. One hundred and four undergraduate students were asked to complete four tasks: 1) Report of an Autobiographical Event; 2) Autobiographical Memory Questionnaire (AMQ); 3) Verbalizer-visualizer Questionnaire (VVQ); 4) Bett´s Questionnarie Upon Mental Imagery – Short Version. Factorial Analisys of Study I distinguished two factors in recalling of personal events: 1) pre-reflexive cognitive processes (poorly dependent on reflexive resources, such as imagery vivacity); 2) reflexive cognitive processes (such as evaluations concerning the event significance). Outcomes of Study II highlighted an empirical inconsistency of the visual factor of VVQ and appropriate psychometric properties of its verbal scores. In Study III the expected correlation between cognitive preferences (for words or images) and autobiographical memory (for recall and report of personal events) was not confirmed. However, a t test analysis indicated significant difference (p>0,01) between two groups (Psychology and Languages versus Odontology and Biomedicine) concerning the following variables: verbal scores, narrative coherence and narrative volume. Psychology and Languages students presented higher scores in such variables. A new construct is suggested in order to explain both verbal cognitive style and narrative characteristics: the verbal-narrative cognitive profile. Qualitative/quantitative analysis in Study IV indicated that a similar balance between objective and subjective narrative descriptors is needed to achieve high levels of narrative coherence. Moreover, it was observed that verbal and narrative characteristics depend upon imaginative skills. Thus, outcomes contradict the ordinary assumption that verbal and imaginative preferences should be taken as excluding polarities: an interaction between these two cognitive processes was found.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/21415
Arquivos Descrição Formato
000735010.pdf (537.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.