Repositório Digital

A- A A+

A moda no século XXI : para além da distinção social?

.

A moda no século XXI : para além da distinção social?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A moda no século XXI : para além da distinção social?
Autor Hellmann, Aline Gazola
Orientador Guimarães, Sonia Maria Karam
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Consumismo
Identidade social
Moda
Vestuário
[en] Clothing
[en] Consumption
[en] Diffusion
[en] Fashion
[en] Fashion theory
[en] Sociology
[en] Values
Resumo O presente estudo realizou uma investigação sobre a validade do critério de distinção social para explicar a moda como fenômeno social no começo do século XXI. Para tanto, procurou-se definir operacionalmente o conceito de moda, bem como delimitar a sua origem histórica e refletir sobre seu desenvolvimento no mundo moderno. Em seguida, foram revisitadas as idéias de quatro autores seminais para a Sociologia da Moda, a saber, Thorstein Veblen (1857-1929), Georg Simmel (1858-1918), Pierre Bourdieu (1930-2002) e Gilles Lipovetsky (1944-), procurando indicar a razão pela qual estes autores foram tão influentes no debate sociológico sobre a moda e apontar os limites de suas respectivas abordagens. O estudo procurou ainda definir a moda no começo do século XXI, observando sucessivamente o fenômeno pelo lado da produção institucionalizada e pelo lado do consumo e de seus valores orientadores. Por meio do estudo realizado foi possível identificar novos atores e processos no sistema da moda e do vestuário, bem como valores e motivações mais individualistas e hedonistas nas experiências de consumo de bens de moda, sobretudo para os grupos sociais de maior poder aquisitivo. Não obstante, concluiu-se que a moda no século XXI, variável e inovadora como é, continua ligada à distinção, tanto quanto à construção da identidade, não apenas dos indivíduos, mas dos grupos sociais.
Abstract This study was based on the social distinction criteria to explain the fashion as a social phenomenon in the beginning of the 21st Century. In order to achieve such an explanation, the research was conducted in four steps. First, a general conceptual framework was established and the fashion as a modern phenomenon was historically described from 1350 CE onwards. The second step involved a brief presentation and a critique of four important authors in the Fashion Sociology field of inquiry, namely, Thorstein Veblen (1857-1929), Georg Simmel (1858-1918), Pierre Bourdieu (1930-2002) and Gilles Lipovetsky (1944). The third part of the study did analyze the contemporary fashion and clothing systems as fully institutionalized sets of actors, relations, procedures, and norms comprising the whole cycle of production and dissemination of fashion and clothing. Finally, the fourth step in this quest was about to understand the relations between the fashion systems and the social mechanisms of adoption and consume of such material and symbolical goods. At the end, even if one acknowledges fresh new individualistic and hedonist values and motivations associated with fashion consumption, especially in the case of individuals and groups with higher purchase power, the general conclusion of this study is to reassert the importance of social distinction as the general criteria to explain fashion in contemporary societies.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/21459
Arquivos Descrição Formato
000736166.pdf (2.599Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.