Repositório Digital

A- A A+

Metáforas vividas : letra e voz nas narrativas orais urbanas da Restinga

.

Metáforas vividas : letra e voz nas narrativas orais urbanas da Restinga

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Metáforas vividas : letra e voz nas narrativas orais urbanas da Restinga
Autor Santos, Cristina Mielczarski
Orientador Tettamanzy, Ana Lúcia Liberato
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Curso de Letras: Licenciatura.
Assunto História oral
Metáfora
Restinga (Porto Alegre, RS)
[en] Metaphors
[en] Narrative
[en] Oral storytellers
[en] Performance
[en] Proverbs
Resumo Este trabalho refere-se à análise de metáforas, provérbios e outras expressões nas narrativas orais urbanas dos narradores da Restinga, zona periférica de Porto Alegre. A perspectiva principal é demonstrar a natureza criativa dos narradores. Essa natureza é inerente a todo indivíduo, embora nem todos a desenvolvam plena ou parcialmente. Uma das características dessa habilidade pode ser observada no modo como o sujeito apodera-se dos significados pré-existentes no mundo e os ressignifica. No contexto deste trabalho de conclusão, essa singularidade corporifica-se por intermédio das metáforas, da recriação das formas proverbiais e do modo como expressões cristalizadas denotam situações conflitivas. Os narradores por intermédio dessas construções demonstram o poder criativo, a sua sabedoria de dizer as coisas. Assim como os xamãs, aedos e griots, necessitam da memória como instrumento de perpetuação de seu passado e da palavra como ferramenta de transmissão de suas memórias. Desse modo, o narrador oral urbano, que se evidencia aqui, tem a urgência de se fazer escutar, não deseja falar de lendas de um passado distante, mas deseja, sim, falar de suas próprias lendas, onde é protagonista de sua história. Para desenvolver esse trabalho, foi necessário um diálogo com conceitos teóricos da Antropologia, da Teoria literária, da Literatura escrita, da Literatura oral, da Linguística e dos Estudos da performance. Salientam-se autores como Paul Zumthor, Walter Benjamin e Mikhail Bakhtin, entre outros.
Abstract This work concerns the analysis of metaphors, proverbs and other expressions in oral narratives of urban narrators of Restinga, peripheral zone of Porto Alegre. The main perspective is to demonstrate the creative nature of our storytellers. This nature is inherent in every individual, although not all of them develop it fully or partially. One characteristic of this skill can be seen in which ways the subjects make the meanings pre-existing in the world theirs and give new meanings to it. In the context of this work, this uniqueness is embodied through the metaphors, recreation of proverbial forms, and how crystallized expressions denote conflictive situations. The urban narrator demonstrates the creative power, his wisdom to say things. Like shamans, griots and aedos, the storytellers mentioned need memory as a means of perpetuating their past and the word as a tool to transmit their memories. Thus, the oral urban narrator has the urgency to be listened, he does not want to talk about legends of the distant past, and he would rather talk about their own legends, to be the protagonist of his own story. To develop this work it was necessary to keep a dialogue with theoretical concepts from Anthropology, Literary theory, written Literature, oral Literature, Linguistics and Studies of the performance. It’s important, then, to highlight authors such as Paul Zumthor, Walter Benjamin and Mikhail Bakhtin, among others.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/21503
Arquivos Descrição Formato
000737490.pdf (1.608Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.