Repositório Digital

A- A A+

O uso do ozônio como sanitizante em pós-colheita de produtos agrícolas

.

O uso do ozônio como sanitizante em pós-colheita de produtos agrícolas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O uso do ozônio como sanitizante em pós-colheita de produtos agrícolas
Outro título The use of ozone as sanitizing agent on post-harvest of agricultural products
Autor Pezzi, Ernani
Orientador Bender, Renar João
Data 2010
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Tecnologias Inovadoras no Manejo Integrado de Pragas e Doenças de Plantas.
Assunto Ozônio
Pós-colheita
Sanitizantes
Resumo Este trabalho aborda o uso do ozônio (O3) como agente sanitizante em pós-colheita de produtos agrícolas. Trata-se de uma tecnologia relativamente nova e ainda pouco difundida no meio produtivo no Brasil. Por isso, são escassas as informações disponíveis sobre a eficácia, benefícios e limites do seu emprego para essa aplicação em frutas, hortaliças e grãos. Os dados aqui apresentados se baseiam na revisão bibliográfica de trabalhos experimentais e nas informações técnicas disponibilizadas por fornecedores de tecnologias do ozônio. Dois conhecidos produtores e comerciantes de frutas no estado do Rio Grande do Sul também foram ouvidos. O ozônio é um agente biocida de bactérias, fungos, leveduras e vírus. Tem alto poder de oxidação, inativa rapidamente os microorganismos e ao decompor-se não deixa resíduos. É reconhecido oficialmente como agente sanificante seguro de alimentos. Vários estudos evidenciaram a eficácia da ozonização, sozinha ou associada a outras técnicas sanitizantes, no controle de diversas espécies de fungos, bem como sua ação sobre os parâmetros de qualidade dos produtos tratados. Em alguns casos, foi reportada ineficácia contra outros agentes patogênicos em algumas frutas, dependendo das concentrações. A tecnologia do ozônio ainda requer mais pesquisa para estabelecer o seu potencial de uso como sanitizante em pós-colheita de produtos hortícolas e na armazenagem de grãos.
Abstract This study evaluates the use of ozone as a sanitizing agent on postharvest of agricultural produce. It is a relatively new technology with little diffusion among producers in Brazil. Thus, there is not much available information about the efficacy, benefits and limitations of its use on fruits, vegetables and grains. The data here reported were based on a bibliographic review of experimental studies and on technical information provided by ozone technology suppliers. Two known fruit producers and traders in the state of Rio Grande do Sul were also heard. Ozone is a biocide agent against bacteria, fungi, yeasts and viruses. It is highly oxidative, rapidly inactivates microorganisms and leaves no residues after decomposition. Ozone is a food sanitizing agent officially recognized as safe. Several of the studies make clear the efficacy of ozone treatment, either alone or associated with other sanitizing techniques to control a variety of fungi, as well as its effect on the quality parameters of treated products. However, other researches show that ozone was ineffective against some pathogens, depending on its concentration. The ozone technology demands further research in order to establish its potential use as sanitizing agent of horticultural produce and stored grains.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/21619
Arquivos Descrição Formato
000736482.pdf (1.738Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.