Repositório Digital

A- A A+

Demitidos da vida : quem são os sujeitos da base do Movimento dos Trabalhadores Desempregados?

.

Demitidos da vida : quem são os sujeitos da base do Movimento dos Trabalhadores Desempregados?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Demitidos da vida : quem são os sujeitos da base do Movimento dos Trabalhadores Desempregados?
Autor Machado, Rita de Cássia Fraga
Orientador Ribeiro, Jorge Alberto Rosa
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Educação popular
Identidade
Movimentos sociais
Sujeito
Resumo Esta dissertação tem como tema central os sujeitos da base do Movimento dos Trabalhadores Desempregado (MTD). A principal pergunta geradora que orientou a investigação realizada foi: Quem são os sujeitos da base do MTD? O objetivo principal do trabalho centrou-se em compreender profundamente quem são estes sujeitos da base. Na tentativa de entendermos alguns elementos de identidade do Movimento, o foco do olhar tentou captar os Sujeitos no Movimento. Os interlocutores empíricos foram homens e mulheres assentados em Gravataí, bem como quatro militantes da coordenação do Movimento, estes chamei de preâmbulos de pesquisa. Eles encontram-se no espaço-tempo do assentamento do Movimento dos Trabalhadores Desempregados (MTD), em Gravataí-RS. A metodologia de investigação deuse através de observação, entrevistas semi e não estruturadas, leitura e pesquisa em materiais como atas, relatórios das reuniões do Movimento da Consulta Popular – MCP, bem como uma pesquisa já realizada e sistematizada pelo Centro de Assessoria Multiprofissional - CAMP. O MTD é um Movimento “criança” ainda, possue oito anos de idade. Com isso fez-se necessário repensar alguns aspectos históricos e revisitar outros. Através de interlocutores teóricos, como Karl Marx, Marlene Ribeiro, Conceição Paludo, Paulo Freire, Danilo Sctrek, Jorge Ribeiro, Darcy Ribeiro, Milton Santos, dentre outros. Nesse sentido, sugerimos uma revisita à história do Brasil, principalmente entender o processo de formação do povo brasileiro (territorialização/desterritorialização). Neste trabalho também iremos reafirmar que o MTD é um Movimento Social de classe, ou seja, um movimento que é formado por homens e mulheres pobres da periferia. E na última parte deste trabalho dá-se a compreensão de quem são estas pessoas, fomos à busca dos homens e das mulheres concretos, de carne e osso de sonhos e desejos. Estes sujeitos da base se mostram como protagonistas de um tempo de possibilidades, como sujeitos resistentes e criativos; adaptados e conformados; sujeitos individualistas indiferentes; como sujeitos na tensão territorializados/desterritorializados; como sujeitos de diálogos/antidiálogos. Partimos da ideia de que o desemprego é uma “invenção social”. Concluímos, portanto que os homens e mulheres “pesquisados” são produtos de um processo permanente de exclusão social, assim a situação de desemprego e também a década de 1990, isoladamente, não definem a identidade destes sujeitos. Por isso, o assentamento pode ser compreendido como espaço social elaborado pelos homens e mulheres históricos, situados e datados que moram lá, guardando em si, que o espaço é político e ideológico, pois o Movimento dos Desempregados (MTD) integra o contexto social, político e ideológico do qual faz parte. Tenho a certeza que a pesquisa aqui cumpriu seu compromisso social, ético e político de transformação das pessoas. Eu, sem dúvida, me transformei, nós sem dúvida nos transformamos.
Abstract This thesis´ main theme is the subjects of the Moviment of Unemployed Workers (MTD). The main generating question the oriented our investigation was: Who are the subjects of MTD´s base? The main objective of this work focused on comprehending deeply these base subjects. While trying to understand some elements of the movement identity, the focus of our sight tried to captivate the Subjects in Movement. The empirical speakers were local men and women from Gravataí, as well as four militants from the movement’s coordination, waitch I called preambles of research. They are localized in the assentamento of the Movement of Unemployed Workers in Gravataí – RS. The methodology of investigation combined observation, semi and non structured interviews, reading and research of specific material such meeting records, reports from the Popular Consult Movement – MCP along with a survey already systemized by the Center of Multi-professional Assistance – CAMP. MTD is still a “child” movement, it is only eight years old. Therefore, it became necessary to rethink and revisit some historic aspects. Through theorical references, such as Karl Marx, Marlene Ribeiro, Conceição Paludo, Paulo Freire, Danilo Streck, Jorge Ribeiro, Darcy Ribeiro, Milton Santos, along with others. It this sense, we suggest a revisitation of Brazilian history, particularly the formation of Brazilian people (territorialization and desterritorialization). In this work we also reaffirm that MTD is a social movement with a class-oriented perspective, that is, a movement formed by men and women from a suburbs. And in that last part of this work, asking who these people are, we tried to find the men and women, made from skin and bones, dreams and wishes. These base subjects reveal themselves as protagonists of a time of possibilities, resistant and creative subjects, adapted and conformed, individualistic and indifferent, as subjects of the territorializated/desterritorializated tension; as subjects of dialogue/antidialogue. We start our investigation from the idea that un employment is a “social invention”, drawing the conclusion that the men and women researched are products of a permanent process of social exclusion. Therefore, neither un employment nor the 1980´s, if taken isolated, defines the identity of these subjects. That is why the assentamento can be considered a social space built by historical, situated and dated men and women that live there, keeping it clear that it is a political and ideological space since the MTD forms the social, political and ideological context to witch it belongs. I am sure this research project accomplished it social, ethical and political purpose of transforming people; I certainly transformed myself, we certainly transform ourselves.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/21859
Arquivos Descrição Formato
000738815.pdf (873.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.