Repositório Digital

A- A A+

Prevalência de anticorpos antimicrossomais em pacientes com esclerose múltipla

.

Prevalência de anticorpos antimicrossomais em pacientes com esclerose múltipla

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prevalência de anticorpos antimicrossomais em pacientes com esclerose múltipla
Outro título Prevalence of antimicrosomal antibodies in patients with multiple sclerosis
Autor Vecino, Maria Cecília Aragon de
Czepielewski, Mauro Antonio
Freitas, Daniel Melecchi de Oliveira
Vettori, Daniela Vanessa
Perla, Alexandre da Silveira
Haussen, Diogo C.
Haussen, Sergio Roberto
Resumo O objetivo deste estudo consiste em avaliar a prevalência de anticorpos antimicrossomais (AAM), a função tireóidea e a ocorrência de sintomas relacionados ao hipotireoidismo em pacientes com esclerose multipla (EM). Em um grupo de 21 pacientes com EM, foi realizado exameclínico, foram dosados o TSH, T4 e T4 livre e pesquisados AAM. A média de idade foi 41,05 anos e a média de tempo de doença foi 85,9 meses. Os sintomas relacionados ao hipotireoidismo foram fadiga, fraqueza, letargia e parestesias. Os AAM foram encontrados em 4 pacientes (19%). O tempo de doença foi dividido em três períodos: <60 meses (3 pacientes AAM+/7AAM-), 60-120 meses (8 pacientes AAM-) e >120 meses (1 paciente AAM+/2 AAM-). Dois pacientes apresentaram níveis de T4 livre diminuídos, porém com T4 e TSH normais. Em 1 paciente, constatou- se hipotireoidismo subclínico, e em outro, hipotireoidismo clássico. Conclui-se que na avaliação dos pacientes com EM, em vista da falta de precisão na avaliação clínica do hipotireoidismo ocasionada pela sobreposição de sintomas referentes à EM, devam ser incorporadas as dosagens das provas de função tireóidea (PFT) e dos AAM.
Abstract The aim of this study was to assess the prevalence of Antimicrosomal Antibodies AMA, thyroid function and the occurrence of hypothyroidism symptoms in patients with Multiple Sclerosis (MS). Clinical examination was carried out in 21 MS patients; thyroid-stimulating hormone (TSH), thyroxine (T4), free T4 and AMA were measured. Mean age was 41.05 years. Hypothyroidism symptoms included fatigue, weakness, lethargy and paresthesia. AMA were found in four patients (19%). Three categories of disease duration were considered: <60 months (3 patients AMA+; 7 AMA-), 60-120 months (8 patients AMA-), and >120 months (1 patient AMA+; 2 AMA-). Two patients presented decreased free T4 levels, but there was no associated decrease in T4 and TSH levels. In two patients, a mild increase in TSH levels was observed: one presented normal T4 levels (subclinical hypothyroidism) and the other one had low free T4 levels (classical hypothyroidism). We conclude that AMA measurement and thyroid function tests should become part of the routine assessment of MS patients, in view of the inaccuracy currently observed in the assessment of clinical hypothyroidism as a result of the superposition of hypothyroidism and MS signs and symptoms.
Contido em Arquivos de neuro-psiquiatria. São Paulo. Vol. 62, n. 3A (set. 2004), p. 674-677
Assunto Esclerose múltipla
Hipotireoidismo
[en] Antimicrosomal antibodies
[en] Hypothyroidism
[en] Multiple sclerosis
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/21886
Arquivos Descrição Formato
000504564.pdf (53.64Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.