Repositório Digital

A- A A+

Evolução da prevalência de parasitoses intestinais em escolares em Caxias do Sul, RS

.

Evolução da prevalência de parasitoses intestinais em escolares em Caxias do Sul, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Evolução da prevalência de parasitoses intestinais em escolares em Caxias do Sul, RS
Outro título Evolution of the prevalence of intestinal parasitosis among schoolchildren in Caxias do Sul, RS
Autor Basso, Rita M. Callegari
Silva-Ribeiro, R. T.
Soligo, Diogo Sandri
Ribacki, Sizandra Inês
Callegari-Jacques, Sidia Maria
Zoppas, Barbara Catarina de Antoni
Resumo Relatos da prevalência das parasitoses intestinais no Brasil são pontuais e têm sido descritos em diferentes populações, tornando difícil um diagnóstico abrangente. Visando estudar a variação em 35 anos da prevalência de enteroparasitoses em escolares de Caxias do Sul, RS, foram avaliados 9.787 exames parasitológicos de fezes realizados por centrífugo-sedimentação. Resultaram positivas 5.655 (58%) amostras sendo mais prevalente a infestação por Ascaris lumbricoides (47%), Trichuris trichiura (36%), Enterobius vermicularis (8%) e os protozoários: Giardia lamblia (24%) e Entamoeba coli (20%). A prevalência geral diminuiu de 89% para 37%, com um decréscimo médio de 1,4% ao ano. Houve redução na prevalência de Ascaris lumbricoides de 61 para 26% e de Trichuris trichiura de 38 a 18%. Para Giardia lamblia não houve alteração significativa. A prevalência de Entamoeba coli cresceu de 29 a 46%. Os decréscimos obtidos na prevalência dos helmintos são provavelmente devidos às melhorias da infra-estrutura e às ações formativas desenvolvidas nas escolas.
Abstract Reports on the prevalence of intestinal parasitosis in Brazil have been local in nature, with descriptions of different populations, which makes comprehensive diagnosis difficult. With the aim of studying the variation in the prevalence of intestinal parasitosis among schoolchildren in Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, over a 35-year period, 9,787 parasitological stool tests that had been performed using centrifugal sedimentation were evaluated. There were positive results from 5,655 samples (58%), and the most prevalent infestations were of Ascaris lumbricoides (47%), Trichuris trichiura (36%), Enterobius vermicularis (8%) and the protozoa Giardia lamblia (24%) and Entamoeba coli (20%). The overall prevalence diminished from 89% to 37%, indicating an average decrease of 1.4% per year. Reductions in prevalence were observed for Ascaris lumbricoides (61 to 26%) and Trichuris trichiura (38 to 18%). No significant change was observed for Giardia lamblia. The prevalence of Entamoeba coli increased from 29 to 46%. The decreases in helminth prevalence were probably due to infrastructure improvements and educational actions undertaken in schools.
Contido em Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Brasília. Vol. 41, no. 3 (maio/jun. 2008), p. 263-268
Assunto Enteroparasitoses
[en] Helminths
[en] Intestinal parasites
[en] Prevalence
[en] Protozoa
[en] Schoolchildren
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/21912
Arquivos Descrição Formato
000663945.pdf (267.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.