Repositório Digital

A- A A+

Aproveitamento de plântulas de porta-enxertos cítrico oriundas do desbaste e seu desenvolvimento vegetativo inicial

.

Aproveitamento de plântulas de porta-enxertos cítrico oriundas do desbaste e seu desenvolvimento vegetativo inicial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aproveitamento de plântulas de porta-enxertos cítrico oriundas do desbaste e seu desenvolvimento vegetativo inicial
Outro título Utilization of rootstock citrus seedlings deriving of thinning and its initial vegetative development
Autor Schafer, Gilmar
Souza, Paulo Vitor Dutra de
Maciel, Hardi Schmatz
Fochesato, Mário Luís
Resumo Avaliou-se o desenvolvimento vegetativo inicial de porta-enxertos cítricos cultivados em casa de vegetação, por meio de semeadura e de repicagem de raiz nua. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, na Estação Experimental Agronômica da UFRGS, em Eldorado do Sul, RS, a partir do mês de setembro de 2003, afim de testar a viabilidade de aproveitamento de plântulas oriundas do desbaste. O delineamento experimental adotado foi o de blocos casualizados, com quatro repetições, em esquema de parcela subdividida e cada subparcela constituída por 22 tubetes. Nas parcelas principais foram testados dois sistemas de propagação: semeadura e repicagem no momento do desbaste. Nas subparcelas foram testados três porta-enxertos cítricos: Trifoliata (Poncirus trifoliata [L.] Raf.), citrangeiro “C37” (P. trifoliata x Citrus sinensis [L.] Osbeck.) e limoeiro “Cravo” (C. limonia Osbeck.). A semeadura foi realizada em tubetes cônicos de polietileno preto (capacidade de 120cm3), com duas a três sementes por tubete. A repicagem foi feita no momento do desbaste da bandeja semeada quando as plântulas estavam, em média, com duas a quatro folhas. Os resultados demonstraram que há viabilidade de aproveitamento das plântulas resultantes do desbaste, sem que ocorra diferenças no desenvolvimento vegetativo. Além disso, foi observado que o porta-enxerto “C37” apresentou um vigor inicial maior que o Trifoliata e o limoeiro “Cravo”.
Abstract The initial vegetative growth of citrus seedling rootstocks was evaluated by means of sowing and transplantation of bare-root seedling. The experiment was conduced in September 2003 in greenhouse conditions in the Estação Experimental Agronômica/UFRGS in Eldorado do Sul, Brazil. The objective of this study was to test the viability of use of seedlings deriving from thinning. The experiment was in randomized blocks with four replications in a split plot design and each sub-plot consisted of 22 tubs. In the main plot were tested two propagation systems: sowing and transplantation at the thinning moment. In sub-plots were tested three citrus rootstocks: Trifoliate orange (Poncirus trifoliata [ L. ] Raf.); ‘C37’ citrange (P. trifoliata x Citrus sinensis [ L. ] Osbeck.), and ‘Rangpur’ lime (C. limonia Osbeck.). The sowing was carried in conical tubs of black polyethylene (capacity of 120cm3) with two to three seeds in each tub. Transplantation was made at the thinning moment, when the seedlings had, in average, two to four leaves. The results demonstrate that it is possible to use seedlings resulting from thinning, without differences in the vegetative development comparatively to sowing. The ‘C37’ citrus rootstock presents a larger initial vigor when compared to the other citrus rootstocks tested.
Contido em Ciência rural. Santa Maria. Vol. 38, n. 6 (set. 2008), p. 1558-1563
Assunto Citricultura
Cultivo protegido
Porta-enxerto
[en] Citrus limonia
[en] Greenhouse
[en] Poncirus trifoliata
[en] Propagation
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/21990
Arquivos Descrição Formato
000659725.pdf (488.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.