Repositório Digital

A- A A+

Produção e qualidade do leite em sistemas de produção da região leiteira de Pelotas, RS, Brasil

.

Produção e qualidade do leite em sistemas de produção da região leiteira de Pelotas, RS, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Produção e qualidade do leite em sistemas de produção da região leiteira de Pelotas, RS, Brasil
Outro título Milk yield and quality at production systems of the dairy region of Pelotas, RS, Brazil
Autor Martins, Paulo Ricardo G.
Fischer, Vivian
Ribeiro, Maria Edi R.
Gomes, Jorge Fainé
Stumpf Junior, Waldyr
Zanela, Maira Balbinotti
Resumo O objetivo deste trabalho foi caracterizar a produção e a qualidade do leite em sistemas de produção da bacia leiteira de Pelotas. Entre setembro de 2001 e agosto de 2002, foram monitoradas, durante 11 meses, nove unidades produtoras de leite, classificadas nos seguintes sistemas de produção: especializado (ES), semi-especializado (SE) e nãoespecializado (NE). Em amostras coletadas no tanque resfriador, foram determinadas características físico-químicas do leite e contagem de células somáticas. O percentual de mastite e a e produção leiteira corrigida para 4% de gordura foram avaliados. Adotou-se o delineamento completamente casualizado em parcelas subdivididas. A crioscopia, apesar de apresentar diferença estatística entre ES e NE (P<0,10), manteve-se dentro dos limites considerados normais. O sistema ES apresentou menor percentual de mastite que SE e NE (P<0,10). No entanto, a produção de leite corrigida para 4% de gordura, os teores de proteína, caseína, gordura, lactose, extrato seco desengordurado, extrato seco total, nitrogênio não-protéico, além da acidez titulável e da contagem de células somáticas, não apresentaram variação significativa entre os sistemas de produção. O maior grau de especialização permitiu menor percentual de mastite, contribuindo para a obtenção de leite com melhor qualidade.
Abstract This research was aimed at characterizing milk yield and quality of three production systems at Pelotas dairy region. From September 2001 up to August 2002, nine dairy production units were visited for 11 months. Production units were classified as specialized (S), partially specialized (PS) and non-specialized (NS). Bulk tank milk was sampled to analyze physical and chemical attributes and somatic cells count (SCC). Mastitis percentage and 4% fat-corrected milk yield were evaluated. A completely randomized split-plot design was adopted. Cryoscopic index differed between specialized and non-specialized systems (P<0.10), but all values were within the normal range. Specialized system showed lower mastitis occurrence than partially specialized and non-specialized systems (P<0.10). Production systems did not differ for 4% fat-corrected milk yield, contents of protein, casein, fat, lactose, solids non-fat, total solids, non-protein nitrogen, as well as titrable acidity and somatic cells count. Higher technology level application reduced mastitis occurrence, contributing to a better milk quality.
Contido em Ciência Rural.Santa Maria. Vol. 37, n. 1 (jan./fev. 2007), p. 212-217
Assunto Bacia leiteira : Pelotas : Rio Grande do Sul
Leite : Qualidade
Producao de leite : Qualidade
[en] Mastitis
[en] Milk physical-chemical characteristics
[en] Somatic cells count
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/22285
Arquivos Descrição Formato
000645163.pdf (43.13Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.