Repositório Digital

A- A A+

Cinética de liberação de potássio em planossolo do estado do Rio Grande do Sul

.

Cinética de liberação de potássio em planossolo do estado do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cinética de liberação de potássio em planossolo do estado do Rio Grande do Sul
Outro título Potassium release from a planosol of the state of Rio Grande do Sul, Brazil
Autor Castilhos, Rosa Maria Vargas
Meurer, Egon Jose
Resumo Ácidos orgânicos de baixo peso molecular têm sido utilizados em estudos de cinética de liberação de potássio em solos; estudos desta natureza possibilitam melhor entendimento da disponibilidade deste nutriente para as plantas. Este trabalho teve por objetivo investigar a cinética de liberação de potássio nas frações granulométricas de um Planossolo do Rio Grande do Sul, induzida pela ação do ácido oxálico. O estudo foi realizado com amostra superficial (0-20cm) do horizonte A na qual foiquantificado o potássio liberado dos solos após equilíbrio com ácido oxálico 0,01mol L-1 até 3.409 horas. O ácido oxálico induziu a liberação de potássio das frações areia, silte e argila, que decresceu na sequência silte > argila >areia. A descrição da cinética de liberação do potássio pela equação parabólica de difusão mostrou que o processo ocorreu, em duas fases para as frações areia e silte e em três fases para a fração argila, com taxas variando entre 0,65 x 10-2 h-1 a 3,55 x 10-2 h-1. A quantidade de potássio liberada das frações representou somente 2,1% do Ktotal do Planossolo.
Abstract Low molecular organic acids have been utilized in kinetic studies of potassium release from K-bearing minerals in soils; these studies can improve the knowledge about the availability of this nutrient to plants. This study was undertaken to investigate the kinetics of potassium release from a Planosol of the State of Rio Grande do Sul, Brazil. Sample of A horizon (0- 20cm) were equilibrated with oxalic acid 0.01mol L-1 up to 3.409 hours. Oxalic acid induced K release from sand, silt and clay, that decreased in the sequence: silte > argila > sand. The parabolic diffusion equation showed that potassium release occurred in two phases for sand and silt, and in three phases for clay, at different rates, ranging from 0.65 x 10-2 h-1 to 3.55 x 10-2h-1. The amount of potassium released from soil fractions, taking in account the amount released by each fraction and its percentage in the whole soil, were only 2.1% of total K. The role of organic acids in affecting the potassium supplying power in tropical soils must be better studied.
Contido em Ciência rural. Santa Maria. Vol. 31, n. 6 (nov./dez. 2001), p. 979-983
Assunto Absorção
Arroz irrigado
Fertilidade do solo
Planossolo
Potassio
[en] Diffusion equation
[en] Flooded rice
[en] Non-exchangeable potassium
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/22382
Arquivos Descrição Formato
000304763.pdf (55.55Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.