Repositório Digital

A- A A+

Níveis de manejo na cultura do milho em dois ambientes contrastantes : análise técnico-econômica

.

Níveis de manejo na cultura do milho em dois ambientes contrastantes : análise técnico-econômica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Níveis de manejo na cultura do milho em dois ambientes contrastantes : análise técnico-econômica
Outro título Maize management levels at two contrasting environmentes: technical and economical analysis
Autor Sangoi, Luis
Argenta, Gilber
Silva, Paulo Regis Ferreira da
Minetto, Tarcísio Jose
Bisotto, Valdir
Resumo As práticas culturais recomendadas para cada nível de manejo na cultura do milho visam associar máxima eficiência técnica e econômica nos diferentes ambientes. No entanto, não permitem uma avaliação comparativa entre os níveis de manejo e a análise de sua eficiência em ambientes contrastantes. O objetivo deste trabalho foi de avaliar o retorno técnico-econômico de cinco sistemas de manejo da cultura do milho, em dois ambientes distintos. Para isto, foram conduzidos dois experimentos: um no município de Eldorado do Sul, localizado na Depressão Central do Rio Grande do Sul; e outro no município de Lages, região do Planalto Sul de Santa Catarina, no ano agrícola de 2000/2001. Em cada local, testaram-se cinco sistemas de produção (S), equivalentes a diferentes níveis de manejo e expectativas de produtividade. S1, S2 e S3 representaram níveis de manejo para obtenção de baixo (< 3 t ha-1), médio (entre 3 e 6 t ha-1) e alto (> 6 t ha-1) teto de rendimento de grãos, respectivamente S4 e S5 foram sistemas propostos objetivando potencializar o rendimento de grãos. Nos dois locais, o rendimento de grãos e a margem bruta por hectare aumentaram com a elevação do nível de manejo utilizado, variando de 3,0 a 15,0 t ha-1 e R$ 104,86 a R$ 724,77 em Eldorado do Sul, e de 3,2 a 15,9 t ha-1 e R$131,27 a R$1.093,25 em Lages. A cultura do milho apresentou maior retorno econômico em Lages do que em Eldorado do Sul, principalmente nos sistemas de manejo destinados a potencializar o rendimento de grãos.
Abstract The cropping strategies used on different maize production systems aim to maximize technically and economically the grower's profit at each environmental condition. However, they do not allow a comparative analysis among different management strategies at an specific place neither provide the evaluation of their efficiency at different environments. This work was carried out to assess the technical and economical return of five maize management strategies at two contrasting environments. Two experiments were conducted in Southern Brazil during the growing season of 2000/2001: one in Eldorado do Sul, Rio Grande do Sul, and the other in Lages, Santa Catarina. Five production systems, corresponding to different management levels and grain yield expectations, were tested at each experimental site. S1, S2 and S3 represented management levels to obtain low (< 3 ton ha-1), medium (from 3 to 6 ton ha-1) and high grain yield, respectively. S4 and S5 were designed to optimize grain yield. The grain yield and gross income per hectare increased with the improvement in management strategies at both study sites. In Eldorado do Sul, it ranged from 3.0 to 15.0 t ha-1 and R$ 104.86 to R$ 724.77. In Lages, it varied from 3.2 a 15.9 t ha-1 and 131.27 to 1,093.25. Maize presented higher economical return in Lages than in Eldorado do Sul, specially in the cropping systems proposed to optimize grain yield.
Contido em Ciência rural. Santa Maria. Vol. 33, n. 6 (nov./dez. 2003), p. 1021-1029
Assunto Milho
Pratica cultural
[en] Economic return
[en] Potential yield
[en] Zea mays
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/22441
Arquivos Descrição Formato
000386321.pdf (207.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.