Repositório Digital

A- A A+

Estimativa do potencial de rendimento por estrato do dossel da soja, em diferentes arranjos de plantas

.

Estimativa do potencial de rendimento por estrato do dossel da soja, em diferentes arranjos de plantas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estimativa do potencial de rendimento por estrato do dossel da soja, em diferentes arranjos de plantas
Outro título Yield potential estimated by soybean canopy stratum in response to plant arrangement
Autor Rambo, Lisandro
Costa, Jose Antonio
Pires, Joao Leonardo Fernandes
Parcianello, Geovano
Ferreira, Felipe Gutheil
Resumo O potencial de rendimento da soja pode ser modificado pelo arranjo de plantas. Esta alteração pode resultar da contribuição diferenciada dos estratos do dossel para a determinação do potencial. O experimento foi conduzido na Estação Experimental Agronômica da UFRGS, em Eldorado do Sul, RS, na estação de crescimento 2000/01, objetivando avaliar o potencial de rendimento em três estratos do dossel da soja em função da modificação do arranjo de plantas, em dois regimes hídricos. Utilizou-se a cultivar ‘BRS 137’, em semeadura direta. Os tratamentos constaram de níveis de irrigação (irrigado e não irrigado); espaçamentos entre linhas (20 e 40cm), e populações de plantas (20, 30 e 40 plantas m-2). Estimou-se o potencial de rendimento no início do enchimento de grãos (R5), admitindo-se que todas as flores se transformassem em legumes e que todos os legumes presentes neste estádio atingissem a maturação, formando grãos e contribuindo para o rendimento. O dossel foi divido em três estratos, por dois planos paralelos ao solo, determinando-se o potencial de rendimento e o rendimento de grãos nas três seções do dossel. O tratamento irrigado apresentou maior potencial de rendimento da planta inteira em R5 (14976kg ha-1) e rendimento de grãos em R8 (maturação) que o não irrigado (12148kg ha-1), similar ao que ocorreu em todos os estratos do dossel. O arranjo de plantas com 20 cm, independente da população, apresentou, em média, maior potencial de rendimento em R5 (14970kg ha-1) em relação ao arranjo com 40cm (12154kg ha-1), o que também foi verificado no estrato médio do dossel. Na maturação, o arranjo com espaçamento de 20cm, em combinação com a população de 20 plantas m-2, mostrou-se superior a 40cm (6442kg ha-1 comparado com 4396kg ha-1), pelo maior rendimento nos estratos médio e inferior. Houve diminuição linear do potencial de rendimento em R5 com o aumento da população de plantas, dentro do espaçamento de 20cm, explicado pelo comportamento similar nos estratos do dossel, obtendo-se a mesma resposta no rendimento em R8. Os estratos do dossel da soja contribuem diferentemente para o potencial de rendimento com a modificação do arranjo de plantas, decorrente da alteração do número de estruturas reprodutivas em R5 e componentes do rendimento em R8.
Abstract The soybean yield potential can be modified by plant arrangement. This modification might be the result of the diferential contribution of the canopy strata for the potential determination. The experiment was conducted at the Agronomic Experimental Estation of the Universidade Federal do Rio Grande do Sul, in Eldorado do Sul, Rio Grande do Sul, Brazil, in the 2000/01 growing season. The objectives were to evaluate the yield potential by stratum of soybean canopy in different plant arrangement, under two water availability. The cultivar tested was BRS 137, in no-till planting. Water availability (irrigated an no irrigated), row spacing (20 and 40cm) and population levels (20, 30 and 40 plants m-2) were tested. The yield potential was estimated in the beginning of grain filling (R5). It was considered that all flowers and pods present at this stage were able to reach maturation, forming grains and contributing to yield. The canopy was divided in three strata by plans paralel to soil surface. The irrigated treatment (14976kg ha -1) presented larger total plant yield potential and yield in R8 (maturity) than without irrigation (12148kg ha-1), similar to what ocurred in all soybean canopy strata. The plant arrangement with 20cm of row spacing, independent of population, presented, on the average, larger yield potential in R5 (14970kg ha-1) compared to 40cm row spacing (12154kg ha-1). The same was also noticed at the medium soybean canopy stratum. At maturity the plant arrangement 20cm of row spacing and population of 20 plants m-2 yielded more than 40cm (6442kg ha-1 compared to 4396kg ha-1), due to larger yield at the medium and botom stratum. There was a linear decrease in yield potential with increase of plant population, with row spacing reduction (20cm), explained by the same behavior of the canopy strata. Similar response was obtained for yield in R8. The soybean canopy strata contributed differently to yield potential with the plant arrangement modification, due to the diferential number of reproductives structures (R5) and yield components (R8) alteration.
Contido em Ciência rural. Santa Maria. Vol. 34, n. 1 (jan./fev. 2004), p. 33-40
Assunto Espaçamento
Grao
Rendimento
Soja
[en] Glycine max (L.) Merrill
[en] Plant population
[en] Reproductives structures
[en] Row spacing
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/22464
Arquivos Descrição Formato
000393311.pdf (69.07Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.