Repositório Digital

A- A A+

Distribuição geográfica e composição química de chapéu de couro (Echinodorus spp.) no Rio Grande do Sul

.

Distribuição geográfica e composição química de chapéu de couro (Echinodorus spp.) no Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Distribuição geográfica e composição química de chapéu de couro (Echinodorus spp.) no Rio Grande do Sul
Autor Bevilaqua, Gilberto Antonio Peripolli
Nedel, Jorge Luis
Zuanazzi, Jose Angelo Silveira
Correa, Claudia Tatiane
Resumo Com o objetivo de descrever a variabilidade genética e química da planta medicinal chapéu de couro (Echinodorus grandiflorus Mich. e outras espécies) existente no Rio Grande do Sul, foram coletadas plantas em 16 diferentes localidades e transplantadas para uma área experimental na Universidade Federal de Pelotas, em Pelotas-RS. As plantas foram cultivadas em planossolo alagado no inverno e com irrigação suplementar quando houve umidade insuficiente no solo. A adubação das plantas foi calcáreo, cinza de casca de arroz e vermicomposto. As folhas e sementes foram colhidas na primavera e verão. Foi procedida a descrição dos ecotipos, através dos parâmetros fenológicos: início da brotação, vigor da brotação, florescimento, antese, maturação das sementes e, agronômicos: resistência ao frio e à insolação, competição com plantas daninhas e peso da matéria seca foliar, bem como uma análise dos compostos químicos majoritários nas folhas. As avaliações permitiram concluir que: 1- a espécie predominante no Rio Grande do Sul é a Echinodorus grandiflorus; 2 - os ecotipos de Cruz Alta e de São Gabriel são recomendados para cultivo como precocidade e produção de matéria seca; 3 - os ecotipos de Arroio Grande e Jaguarão são recomendados para cultivo pela composição química mais numerosa.
Abstract The aim of this research work was to describe the genetic and chemical variability of the medicinal specie “chapéu de couro” (Echinodorus grandiflorus and other species), which is found in Rio Grande do Sul State, Brazil. The plants had been collected at sixteen different sites and planted again in an experimental area at the Federal University of Pelotas (UFPel), in the town of Pelotas-RS. The plants have grown in waterlands, by keeping them underwater during the winter and adding water when the soil was dry. The plants have been fed up with lime, ash of rice waste and vermcomposite. The leaves and the seeds have been collected during spring and summer. The phenology of the different material has been observed to proceed the botanical and physiological description of ecotypes, through field parameters and in the experimental area. The chemical composition of the major chemical substances in the leaves of both native and non native plants was also analyzed. The evaluation led to conclude that: 1- the vailing specie in Rio Grande do Sul State is Echinodorus grandiflorus; 2 – the ecotypes from Cruz Alta and São Gabriel are prefered for cropping due to their early and dry matter production; 3 – the ecotypes from Arroio Grande and Jaguarão are prefered for cropping due to your rich chemical composition.
Contido em Ciência rural. Santa Maria. Vol. 31, n. 2 (mar./abr. 2001), p. 213-218
Assunto Alismataceae
Chapéu de couro
Distribuicao geografica
Echinodorus grandiflorus
Fenologia
[en] Chromatography
[en] Cropping
[en] Echinodorus
[en] Phenology
[en] Variability
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/22519
Arquivos Descrição Formato
000013254.pdf (59.82Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.