Repositório Digital

A- A A+

Variabilidade genetica para teor de proteina bruta em graos de aveia

.

Variabilidade genetica para teor de proteina bruta em graos de aveia

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Variabilidade genetica para teor de proteina bruta em graos de aveia
Outro título Genetic variability for total grain protein in oat
Autor Matiello, Rodrigo Rodrigues
Sereno, Maria Jane Cruz de Melo
Barbosa Neto, Jose Fernandes
Carvalho, Fernando Iraja Felix de
Taderka, Ivone
Pegoraro, Diego Girardi
Resumo O aumento da utilização dos grãos de aveia na alimentação humana tem estimulado os melhoristas a selecionar genótipos com alta qualidade de grãos. O presente trabalho foi realizado com o objetivo de identificar e caracterizar a variabilidade genética para o caráter teor de proteína bruta de grãos em genótipos cultivados de aveia, introduções silvestres de A. fatua L., A. sterilis L. e em populações híbridas de A. sativa L. x A. sterilis L. Os resultados revelaram uma ampla variabilidade genética para o caráter dentro dos grupos estudados. As diferenças observadas entre os genótipos cultivados parecem ocorrer devido a constituição genotípica diferenciada. O grupo silvestre de A. sterilis L. foi, em média, superior aos demais, sendo que a introdução I-325 se destacou pelo alto teor de proteína. O comportamento similar entre as introduções de A. fatua L. pode ser atribuído a coleta de introduções de apenas uma região, o que reduziu a variabilidade genética. Foram encontrados híbridos artificiais entre A. sativa L. x A. sterilis L. com alto teor de proteína e características desejáveis do grupo cultivado.
Abstract The increased use of oat grains as human food has stimulated plant breeders to select genotypes with high grain quality. This work aimed to identify and characterize genetic variability for total grain protein in cultivated oat and introductions of A. fatua L., A. sterilis L. and hybrid populations from A. sativa L. x A. sterilis L.. The results showed a large genetic variability for the trait in the studied groups. Differences among cultivated oat genotypes may be attributed to different genetic constitution. A. sterilis L. group showed high protein content specially with the introduction of I-325. Genotypes from A. fatua L. showed similar low levels of protein probably because the narrow range of regions sampled in this study. Some hybrids from A. sativa L. x A. sterilis L. showed high protein content and acceptable agronomic traits.
Contido em Ciencia Rural. Santa Maria. vol. 27, n. 2 (abr./jun. 1997), p. 183-187
Assunto Aveia : Melhoramento genetico vegetal : Variabilidade genetica : Proteina : Grao
[en] Hexaploid oat and plant breeding
[en] Protein
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/22560
Arquivos Descrição Formato
000191402.pdf (175.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.