Repositório Digital

A- A A+

Estudo da farmacocinética da talidomida em pacientes com tumores sólidos refratários

.

Estudo da farmacocinética da talidomida em pacientes com tumores sólidos refratários

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da farmacocinética da talidomida em pacientes com tumores sólidos refratários
Autor Paganotto Filho, Edison
Orientador Schwartsmann, Gilberto
Data 2002
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas : Gastroenterologia.
Assunto Adenocarcinoma
Ensaios clínicos controlados
Neoplasias colorretais : Quimioterapia
Talidomida : Farmacocinética
Resumo O objetivo deste estudo foi avaliar os parâmetros farmacocinéticos da talidomida em pacientes com tumores sólidos refratários incluídos em estudo de fase II em nossa Instituição. Foram incluídos 14 pacientes, sendo 5 com diagnóstico de adenocarcinoma de reto, 4 com adenocarcinoma de cólon, 4 com melanoma e 1 com adenocarcinoma de pâncreas. Todos os pacientes foram previamente tratados, 14 com cirurgia, 11 com quimioterapia, 5 com radioterapia e 1 com imunoterapia. Os pacientes foram inicialmente tratados com talidomida 200 mg/dia, com um aumento de dose de 200mg a cada duas semanas, até atingir a dose máxima de 800 mg/dia. Treze pacientes atingiram o nível de 400mg/dia, 9 pacientes os níveis de 600mg/dia e apenas 5 pacientes atingiram 800mg/dia. A farmacocinética foi caracterizada em oito pacientes no nível de dose de 200 mg/dia. Todos os 14 pacientes incluídos foram avaliados quanto ao perfil de toxicidade e resposta antitumoral. A talidomida foi bem tolerada, sendo os principais efeitos colaterais a sonolência, a tontura, a xerostomia e a constipação. Não foram observadas respostas tumorais objetivas. Para avaliar os parâmetros farmacocinéticos da talidomida foram coletadas amostras de sangue imediatamente antes da administração da droga, 1h, 2h, 2,5h, 3h, 3,5h, 4h, 5h, 7h e 24h após a administração da primeira dose de talidomida de 200mg. A determinação das concentrações e parâmetros farmacocinéticos da talidomida nestas amostras foi realizada por cromatografia líquida de alta performance. A curva de decaimento das concentrações plasmáticas obedeceu a um modelo farmacocinético monocompartimental. A média dos principais parâmetros farmacocinéticos estudados foi: Cmax 1,48 ± 0,56μg/ml, Tmax 4,4± 0,5h, ASC 17,7±8,4μg x h/mL e t½ 6,5±3,0 hs. O autor pode concluir que os parâmetros farmacocinéticos da talidomida estudados nestes pacientes foram semelhantes àqueles descritos anteriormente em voluntários sadios, pacientes com HIV, hanseníase ou adenocarcinoma de próstata.
Abstract The objective of this study was to evaluate the pharmacokinetic parameters of thalidomide in patients with refractory solid tumors included in phase study II in our institution. Fourteen patients were included of whom 5 were diagnosed with rectum adenocarcinoma, 4 with colon adenocarcinoma, 4 with melanoma and 1 with pancreas adenocarcinoma. All the patients had been treated previously, 14 with surgery, 11 with chemotherapy, 5 with radiotherapy and 1 with immunotherapy. The patients were treated initially with 200mg/day thalidomide, with a dosage increase of 200mg every two weeks, reaching the maximum dose of 800mg/day. Thirteen patients reached the level of 400mg/day, 9 patients the level of 600mg/day and 5 patients reached 800mg/day. Pharmacokinetics took place in eight patients at the dosage level of 200 mg/day. All 14 patients were evaluated on the toxicities profile and antitumor activity. Thalidomide was well tolerated, the main collateral effects being the drowsiness, dizziness, mouth dryness and constipation. No objective responses were observed. To evaluate the pharmacokinetic parameters of thalidomide samples of blood were collected, 1:00, 2:00, 2.5, 3:00, 3.5, 4:00, 5:00, 7:00 and 24:00 hours after the administration of the first dose of 200mg thalidomide. The determination of the concentrations and pharmacokinetic parameters of thalidomide in these samples were achieved by high-performance liquid chromatography. A one-compartment pharmacokinetic model best fit the concentrations of thalidomide in plasma. The mean of the main studied pharmacokinetic parameters was: Cmax 1.48 ± 0.56mg/ml, Tmax 4.4± 0.5h, ASC 17.7±8.4mg x h/ml, t½ 6.5±3.0 hs. The pharmacokinetic parameters of thalidomide studied in these patients were similar to those described in healthy patients, those with HIV, Hansen’s disease or prostate adenocarcinoma.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/2260
Arquivos Descrição Formato
000366788.pdf (1.616Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.