Digital Repository

A- A A+

Assentamento rural e agricultura : os acertos, impasses e perspectivas no P. A. Corona, Ponta Porã (MS)

DSpace/Manakin Repository

Assentamento rural e agricultura : os acertos, impasses e perspectivas no P. A. Corona, Ponta Porã (MS)

Show full item record

Statistics

Title Assentamento rural e agricultura : os acertos, impasses e perspectivas no P. A. Corona, Ponta Porã (MS)
Author Santos, Adílson Nascimento dos
Advisor Miguel, Lovois de Andrade
Date 2009
Level Master
Institution Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Subject Assentamento rural
Desenvolvimento rural
Ponta Porã (MS)
Sistemas agrários
Sistemas de produção
[en] Agrarian systems
[en] Farming systems
[en] Rural settlement
Abstract in Portuguese A agricultura praticada pelas famílias assentadas, sem políticas de apoio ao desenvolvimento agrícola sustentável, pode se tornar inócua na superação da pobreza, na ocupação da força de trabalho e na produção de alimentos, tornando os assentamentos rurais esvaziados. Mais de um milhão de famílias foram assentadas em todo o Brasil nos últimos 30 anos, 3,3 mil delas somente no município de Ponta Porã, onde está localizado o Assentamento Corona, objeto deste estudo. Que tipo de agricultura praticam as famílias assentadas, será que possibilita a superação da pobreza, a permanência no campo e a contribuição na produção de alimentos para o conjunto da sociedade? Este trabalho tem o objetivo de propor uma resposta a estas questões. A partir do referencial teórico-metodológico da abordagem de sistemas agrários foram empregadas diversas técnicas como leitura de paisagem, pesquisa bibliográfica e documental e entrevistas para caracterizar os recursos naturais e a evolução histórica e diferenciação geográfica da agricultura em Ponta Porã e na região onde está inserido o Assentamento Corona. A seguir, empregando as técnicas de tipologia de unidades de produção agrícola, amostragem dirigida, aplicação de questionários, entrevistas e construção de indicadores foram caracterizados, analisados e comparados os sistemas de produção agrícola praticados pelas famílias assentadas. O município de Ponta Porã está localizado numa região de transição entre os biomas Cerrado e Mata Atlântica, na fronteira com a República do Paraguai. Ao longo da sua história são divisados quatro sistemas agrários: a agricultura indígena; a agricultura extrativista; a agricultura modernizada e conservadora e atualmente, com a implantação dos assentamentos rurais, possivelmente, o sistema agrário possa ser caracterizado como uma nova forma de agricultura. No Assentamento Corona foram identificados quatro tipos de sistema de produção agrícola praticados pelas famílias: especializado na produção de grãos para o mercado de commodities agrícolas (soja e milho) dominado por multinacionais do setor; especializado na produção de leite para comercialização junto a indústrias de laticínios com atuação de abrangência regional; diversificados, que combinam produção de grãos commoditizados e outras lavouras anuais com cultivos permanentes e vários sistemas de criação (especialmente pecuária bovina) e sistemas extensivos que praticam uma agricultura voltada para a subsistência e exploram diretamente uma parte do lote e arrendam o restante para os vizinhos. Os indicadores econômicos baseados no ano agrícola de 2007/08 demonstraram que os quatro sistemas de produção agrícola praticados no assentamento possibilitam às famílias continuar vivendo na e da agricultura. Diante dos cenários futuros a agricultura especializada em grãos poderá colocar em risco a continuidade das famílias, pois o grau de endividamento, a dependência de arrendamentos e da compra de insumos e a necessidade de crédito poderão inviabilizar a atividade e levar à perda dos meios de produção e da terra. Os agricultores que praticam os demais sistemas de produção possuem menor grau de endividamento, por isso poderão reorganizar a atividade produtiva e se adaptar à possíveis mudanças desfavoráveis aos sistemas de cultivo e de criação que praticam.
Abstract The agriculture practiced by settled families, without supporting policies for sustainable agricultural development, may became harmless in poverty overcoming, in workforce occupation and in food production, making the rural settlements get empty. More than one million families were settled through the country over the last 30 years, only 3.3 thousand of them in Ponta Pora city, where the Corona Settlement is located, object of this study. What kind of agriculture are the settled families practicing, does it make possible overcoming poverty, staying on the field and contributing in food production for the whole society? This paper aims to propose an answer to these questions. From theoretical and methodological reference of the agrarian systems approaching were employed several techniques such as landscape reading, bibliographic and documental researching and interviews to characterize the natural resources and historical evolution and geographical differentiation of Ponta Pora’s agriculture and the region where is inserted Corona Settlement. Then, employing the technique of agricultural typology unit production, directed sampling, questionnaires application, interviews and indicators construction have been characterized, analyzed and compared the farming systems practiced by settled families. The town of Ponta Pora is located between a transition region of Cerrado and Atlantic Forest biomes, on Paraguay’s Republic border. Throughout its history are made out four agrarian systems: the indigenous agriculture, the extractive farming, modern and conservative agriculture and nowadays, with rural settlements introduction, it’s possible that the agrarian system can be characterized as a new form of agriculture. In Corona Settlement were identified four types of farming systems practiced by families: one specialized in grains production for commodities agricultural market (soy and maize) dominated by multinational sector, specialized in milk production of regional cover dairy products marketing; diversified, that combine commodity production of grains and another annual farming with permanent tilling and several breedings systems (especially cattle-raising) and extended systems that practice an agriculture turned to subsistence and directly exploit a part of the plot and lease the rest to the neighbors. The economic indicators based on the agricultural year 2007/08 showed that the four farming systems practiced in the settlement allow families to continue living on agriculture. Before future sceneries grains specialized agricultural systems could endanger the continuity of families, as the running into debt degree, the leases’ dependence, the inputs purchase and credit needing will make impracticable the activity and lead to loss production means and land. Farmers who practice others farming systems have less chance to run into debt, then may reorganize the productive activity and adapt to possible adverse changes to cropping systems and breeding that they’re already practicing.
Type Dissertation
URI http://hdl.handle.net/10183/22657
Files Description Format View
000715093.pdf (8.390Mb) Texto completo Adobe PDF View/Open

This item is licensed under a Creative Commons License

This item appears in the following Collection(s)


Show full item record

Browse



  • The author is the owner of the copyrights of the documents available in this repository and is prohibited under the law, the marketing of any kind without prior authorization.
    Graphic design by Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.