Repositório Digital

A- A A+

Criopreservação de embriões bovinos

.

Criopreservação de embriões bovinos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Criopreservação de embriões bovinos
Autor Ongaratto, Felipe Ledur
Orientador Rodrigues, José Luiz Rigo
Co-orientador Villamil, Paula Rodriguez
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Criopreservacao : Embriões in vitro : bovinos
Crioprotetor
Vitrificacao : Bovinos
[en] Cryopreservation
[en] Cryoprotectants
[en] Embryos
[en] Vitrification
Resumo O desenvolvimento das técnicas de criopreservação de embriões teve seu início a partir da década de 70, com o aumento de estruturas excedentes provenientes da coleta de embriões e o interesse de preservar animais de alto valor genético. Com a necessidade de conservar estes embriões, diversos protocolos foram descritos em busca de resultados satisfatórios nas taxas de recuperação destas estruturas crioconservadas. O estudo sobre crioprotetores e a busca por agentes que fossem capazes de preservar as células e que ao mesmo tempo não provocassem danos, permitiu a criação de protocolos bem definidos de criopreservação. O congelamento de embriões através de curvas de resfriamento e o posterior desenvolvimento de máquinas automatizadas, que permitem congelar grande quantidade de estruturas com segurança, foram uma conquista para os produtores e veterinários envolvidos na coleta e transferência comercial de embriões. Com o passar dos anos e a introdução da produção in vitro de embriões bovinos, observou-se que este tipo de embriões não respondia de igual forma que os produzidos in vivo. Assim, novos estudos a respeito de crioprotetores e principalmente velocidades de resfriamento foram feitos a fim de obter taxas de recuperação semelhantes às alcançadas com os embriões produzidos in vivo. Dentre os avanços recentes na pesquisa da criopreservação destaca-se a vitrificação. Esta técnica tem se mostrado eficiente na crioconservação de embriões provenientes da PIV. Este trabalho tem por objetivo apresentar os princípios de crioconservação de embriões e as técnicas utilizadas para este fim. Além disso, explicar as diferenças entre o congelamento e a vitrificação de embriões bovinos e as diferenças entre os embriões produzidos in vivo e os in vitro.
Abstract The development of cryopreservation techniques of embryos had its start in the 70's, with the increasing of structural surpluses from the embryo collections and the need to preserve animals of high genetic value. With the need to conserve these embryos, several protocols have been described in the search for satisfactory results in the recovery rates of these cryopreserved structures. The study of cryoprotectants and the search for agents that were able to preserve the cells and at the same time not caused any harm, allowed the creation of well defined protocols of cryopreservation. The freezing of embryos by means of cooling curves and further development of automated machines that allow large amounts of frozen structures safely, were a victory for producers and veterinarians involved in the commercial collection and embryo transfers. Over the years and with the introduction of in vitro production of bovine embryos, it was observed that this type of embryos did not respond the same way that the in vivo products. Thus, new studies about cryoprotectants and especially velocities of cooling were made to obtain recovery rates similar to those achieved with embryos produced in vivo. Among the recent advances in cryopreservation research stands vitrification. This technique has proven effective in cryopreservation of PIV embryos. This paper aims to present the principles of cryopreservation of embryos and the techniques used for this purpose. Also, explain the differences between freezing and vitrification of bovine embryos and the differences between the embryos produced in vivo and in vitro.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/22916
Arquivos Descrição Formato
000735558.pdf (145.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.