Repositório Digital

A- A A+

Ceratoconjuntivite seca em cães

.

Ceratoconjuntivite seca em cães

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ceratoconjuntivite seca em cães
Autor Freitas, Luciana Vicente Rosa Pacicco de
Orientador Pigatto, João Antonio Tadeu
Co-orientador Pereira, Fabiana Quartiero
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Ceratoconjuntivite seca
Oftalmologia Veterinária
Oftalmopatias : Caes
[en] Dogs
[en] Keratoconjunctivitis sicca
[en] Pre-ocular tear film
Resumo A ceratoconjuntivite seca é uma doença comum em cães que pode ocorrer devido à deficiência quantitativa ou qualitativa do filme lacrimal pré-corneano, ou ainda por uma combinação de ambas. Em casos de deficiência quantitativa há uma diminuição na porção aquosa da lágrima. Já os casos de deficiência qualitativa são caracterizados por anormalidades nas porções lipídica e/ou mucosa do filme lacrimal pré-corneano. Esta afecção também pode ocorrer em indivíduos da espécie humana, gatos e eqüínos. No cão, a ceratoconjuntivite seca possui diversas etiologias, porém, acredita-se que a causa imunomediada seja a mais comum. Esta afecção é geralmente bilateral, e apresenta como principais sinais clínicos desconforto ocular, fotofobia, blefarospasmo, opacificação da córnea, secreção ocular, hiperemia conjuntival, ceratite pigmentar, vascularização e úlceras corneanas. O diagnóstico é baseado no histórico, nos sinais clínicos, na coloração ocular positiva com corantes vitais e Teste Lacrimal de Schirmer reduzido. O meio primário de tratamento dessa doença é medicamentoso, através da utilização de agentes imunomoduladores, antiinflamatórios, antibióticos, mucolíticos e substitutos da lágrima. Os casos que não respondem à terapia medicamentosa devem ser avaliados antes de serem submetidos a tratamento cirúrgico. O presente trabalho objetiva realizar uma revisão bibliográfica e relatar um caso clínico referente a este assunto.
Abstract Keratoconjunctivitis sicca is a common disease in dogs that can occur due to quantitative or qualitative deficiency of the pre-ocular tear film, or also by a combination of both. In cases of quantitative deficiency there is a decrease in the aqueous tear portion. Cases of qualitative deficiency are characterized by abnormalities in lipid and/or mucosal portions of the pre-ocular tear film. This disease can also occur in individuals of the human species, cats and horses. In dogs, the KCS has many etiologies, however, it is believed that the imunmediated cause is the most common. This condition is usually bilateral, and presents as main clinical signs ocular discomfort, photophobia, blepharospasm, corneal opacity, ocular discharge, conjunctival hyperemia, pigmentary keratitis, vascularization and corneal ulcers. The diagnosis is based on history, clinical signs, positive ocular staining using vital stains and reduced Schirmer Tear Test. The primary means of treatment of this disease is medical therapy with the use of immunomodulatories, anti-inflammatories, antibiotics, mucolytics and tear substitutes. The cases that do not respond to drug therapy should be evaluated before undergoing surgery. This paper aims to review literature and report a clinical case regarding this matter.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/22928
Arquivos Descrição Formato
000737560.pdf (1.031Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.