Repositório Digital

A- A A+

Gasto energético em ventilação mecânica : existe concordância entre a equação de Ireton-Jones e a calorimetria indireta?

.

Gasto energético em ventilação mecânica : existe concordância entre a equação de Ireton-Jones e a calorimetria indireta?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gasto energético em ventilação mecânica : existe concordância entre a equação de Ireton-Jones e a calorimetria indireta?
Outro título Energy expenditure in mechanical ventilation : is there an agreement between the Ireton-Jones equation and indirect calorimetry?
Autor Santos, Laura Jurema dos
Balbinotti, Laíse
Marques, Anne y Castro
Alscher, Sônia
Vieira, Silvia Regina Rios
Resumo Objetivo: Avaliar a concordância entre o gasto energético mensurado pela calorimetria indireta e o estimado pela fórmula de Ireton-Jones de pacientes críticos em ventilação mecânica assistida. Métodos: Participaram do estudo indivíduos aptos a interromper o suporte ventilatório, internados entre agosto de 2006 e janeiro de 2007, no centro de terapia intensiva do Hospital de Clínicas de Porto Alegre – RS. O gasto energético foi mensurado pela calorimetria indireta usando monitor específico, assim como calculado pela fórmula de Ireton-Jones. Os valores encontrados foram analisados por meio do teste t de Student e pelo método de Bland and Altman, e expressos pela média ± desvio padrão, com nível de significância p<0,05. Resultados: Foram incluídos no estudo quarenta pacientes, com idade média de 56±16 anos e índice APACHE II 23±8. O gasto energético mensurado pela calorimetria indireta foi de 1558±304kcal/24h, enquanto o estimado por Ireton-Jones foi de 1689±246kcal/24h. Houve diferença estatisticamente significativa entre as médias do gasto energético mensurado e estimado para o mesmo indivíduo (p<0,004). Os limites de concordância entre a calorimetria indireta e a equação de Ireton-Jones foram de –680,51 a 417,81 kcal. Conclusão: O gasto energético estimado pela fórmula de Ireton-Jones não apresentou boa concordância com o medido pela calorimetria indireta, entretanto, considerando aspectos relacionados à disponibilidade do aparelho, esta equação pode auxiliar no planejamento nutricional dos pacientes críticos.
Abstract Objective: Assess the agreement between the energy expenditure measured by indirect calorimetry and that estimated by the Ireton-Jones formula of critically ill patients under assisted mechanical ventilation. Methods: Participated in the study individuals able to interrupt ventilation support, admitted at the center of intensive care of the Hospital de Clínicas de Porto Alegre – RS, between August 2006 and January 2007. Energy expenditure was measured by indirect calorimetry using a specific monitor, as well as estimated by the Ireton-Jones formula. Values found were analyzed using the Student’s t test and the Bland and Altman method and expressed in mean, ± standard deviation with a significance level of p<0.05. Results: The study included forty patients with a mean age of 56±16 years and APACHE II score of 23±8. Energy expenditure measured by indirect calorimetry was of 1558±304kcal/24h, while that estimated by Ireton-Jones was of 1689±246kcal/24h. There was a significant statistical difference between means of energy expenditure measured and estimated of the same individual (p<0.004). The agreement thresholds between indirect calorimetry and the Ireton-Jones equation were of –680.51 to 417.81 kcal. Conclusion: Energy expenditure estimated by the Ireton- Jones formula did not present good agreement with that measured by indirect calorimetry, however, considering aspects related to availability of the equipment, this equation may be useful in the nutritional planning for critically ill patients
Contido em Revista brasileira de terapia intensiva. Vol. 21, n. 2 (abr./jun. 2009), p. 129-134
Assunto Calorimetria indireta
Metabolismo energetico
Respiração artificial
Valor preditivo dos testes
[en] Calorimetry indirect
[en] Energy metabolism
[en] Predictive value of tests
[en] Respiration artificial
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/22969
Arquivos Descrição Formato
000709365.pdf (138.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.