Repositório Digital

A- A A+

Gravidez na adolescência : como se configura no Brasil e em Portugal?

.

Gravidez na adolescência : como se configura no Brasil e em Portugal?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gravidez na adolescência : como se configura no Brasil e em Portugal?
Autor Dei Schirò, Eva Diniz Bensaja
Orientador Koller, Silvia Helena
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Brasil
Estudo comparativo
Gravidez : Adolescência
Portugal
[en] Adolescence
[en] Development
[en] Pregnancy
[en] Social environment
Resumo O presente estudo teve como objectivo investigar as características biosociodemográficas associadas à gravidez durante a adolescência. Para isso foram realizados dois estudos: um quantitativo (N = 452) e outro qualitativo (N = 8). No primeiro investigou-se a gravidez em adolescentes brasileiros de 10 cidades (n = 226) na relação com a escola, trabalho, família e amigos. Foram, também, investigados aspectos da vida sexual e da utilização de métodos contraceptivos. Essas mesmas variáveis foram analisadas num grupo de comparação sem a experiência de gravidez (n = 226), pareados pelas variáveis sexo, idade e cidade. Os resultados obtidos revelaram a ausência de diferenças significativas para a escolaridade e o trabalho (p>0,05). Contudo verificou-se que os adolescentes com experiência de gravidez tinham um maior número de reprovações e estudavam mais no turno da noite. As diferenças entre os grupos foram obtidas na utilização de contracepção, na relação com a família e amigos. O grupo com experiência de gravidez demonstrou ter uma menor utilização de métodos contraceptivos, em comparação ao outro grupo. Além disso, revelou um menor nível de apoio e confiança na sua família, assim como, revelou ter menos amigos. No segundo estudo foram investigadas qualitativamente as mesmas variáveis do Estudo I, em adolescentes grávidas no Brasil (n = 4) e em Portugal (n = 4). A gravidez surgiu em relações estáveis e foi descrita como um acontecimento importante, mesmo quando inesperado. Muitas das adolescentes entrevistadas já não frequentavam a escola e desenvolviam uma actividade de trabalho. O contexto social de desenvolvimento sobressaiu como um factor importante para a emergência da gravidez durante a adolescência. Face ao exposto considerou-se que os resultados qualitativos corroboraram aqueles que foram obtidos de forma quantitativa.
Abstract The aim of this study was to investigate biosociodemographic characteristics associated with adolescent pregnancy. For that reason, two different studies were performed: a quantitative (N = 452) and a qualitative (N = 8). Firstly, it was investigated pregnancy among Brazilian adolescents of 10 cities of the country (n = 226) and their relationship with school, work, family and friends. Secondly, it was investigated characteristics of their sexual life and contraceptive use. These same variables were examined at one equivalent group - without pregnancy experience (n = 226). These samples were paired according to sex, age and city. The results revealed that there were not significant differences between groups, regarding education and work (p>0,05). Although, it was observed that group with pregnancy experience had more failed results at school and studied more at night shift. The use of contraceptive methods and the relationship with family and friends was an intergroup difference. In the group with pregnancy experience, precarious use of contraceptive methods was presented in comparison with the other group. Moreover this group revealed a worse level of support and confidence in their family and reported to have fewer friends. In the Study II, it was investigated, based on qualitative methods, the same variables of the Study I, regarding pregnant adolescents in Brazil (n = 4) and in Portugal (n = 4). Pregnancy appeared during stable relationships, and it was described as an important life event, even when unexpected. Some adolescents did not go to school when they got pregnant, and entered in a labour activity. The social context of development appeared as an important factor to the emergence of adolescence pregnancy. The results that derived from qualitative analysis corroborated those obtained from quantitative ones.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/22980
Arquivos Descrição Formato
000738068.pdf (736.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.