Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da quantidade e uniformidade do filtro solar quando aplicado na pele de adolescentes e adultos jovens após aplicação simples e reaplicação, através da técnica de tape-stripping

.

Avaliação da quantidade e uniformidade do filtro solar quando aplicado na pele de adolescentes e adultos jovens após aplicação simples e reaplicação, através da técnica de tape-stripping

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da quantidade e uniformidade do filtro solar quando aplicado na pele de adolescentes e adultos jovens após aplicação simples e reaplicação, através da técnica de tape-stripping
Autor De Villa, Damiê
Orientador Cestari, Tania Ferreira
Co-orientador Guterres, Silvia Stanisçuaski
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente.
Assunto Absorção cutânea
Adolescente
Adulto jovem
Agentes dermatologicos
Protetores de raios solares
[en] Adolescents
[en] Application uniformity
[en] Sun protection
[en] Sunscreens reapplication
[en] Tape-stripping
[en] Young adults
Resumo Introdução: o fator de proteção solar (FPS) dos filtros solares é determinado in vivo pela aplicação de uma quantidade padrão de 2mg/cm². Na prática, os usuários aplicam uma quantidade menor e de maneira irregular o que afeta o FPS final. Modelos matemáticos mostram que a reaplicação do fotoprotetor resulta em um aumento de 15-40% na capacidade de proteção à radiação ultravioleta. Objetivos: avaliar se a reaplicação de filtro solar aumenta a quantidade e melhora a regularidade do filme do produto na pele. Métodos: os voluntários selecionados foram solicitados a aplicar um filtro solar padronizado composto por benzofenona 6% (FPS 6) em ambos antebraços previamente lavados com sabonete neutro. Após 30 minutos o fotoprotetor foi reaplicado em um antebraço, selecionado previamente por computador para evitar a influência do lado dominante. Cinco fitas adesivas foram coletadas de duas diferentes áreas de cada antebraço, 30 minutos após a primeira aplicação e 30 minutos após a reaplicação. A concentração de benzofenona foi medida por cromatografia líquida de alta eficiência e a quantidade do filtro estimada por correlação matemática entre a quantidade de benzofenona removida nas fitas e a concentração na formulação. Resultados: um total de 107 voluntários, com idades entre 18 e 35 anos, foram selecionados. Entre eles, 36 participaram da parte prática do estudo (21 mulheres e 15 homens, idade média de 22,6 anos) A mediana da quantidade do filme de filtro solar aplicado à pele com 1 aplicação foi de 0,43mg/cm² (0,17-1,07) e com 2 aplicações foi de 0,95mg/cm² (0,18-1,91) e essa diferença foi considerada estatisticamente significativa (p=0,002). A variação comparando a uniformidade do filme com 1 e 2 aplicações não foi significativa (p=0,423). Conclusões: a reaplicação de filtro solar resulta em uma melhora da quantidade de produto aplicado à pele, refletindo, provavelmente, em uma melhora da proteção à radiação ultravioleta. Contudo, mesmo com a reaplicação a quantidade mediana foi inferior à preconizada (2mg/cm²) e não foi uniforme, confirmando que o fator de proteção real é muito inferior ao estabelecido no rótulo do produto. Os resultados reforçam a recomendação de reaplicar o produto para atingir um melhor nível de fotoproteção.
Abstract Background: the sun protection factor (SPF) of sunscreens is determined in vivo by the application of a standard amount of 2mg/cm², under controlled conditions. Individuals usually apply a smaller and irregular amount, compromising the final sun protection. Theoretical models show that sunscreen reapplication results in an increase of 15% to 40% in the UV protection capacity. Objective: to verify how young individuals use the filter and whether its reapplication increases the amount and regularity of the product in the skin, under real conditions. Methods: the selected volunteers were asked to apply a standardized sunscreen with 6 % benzophenone on both forearms. After 30 minutes, the sunscreen was reapplied in one of the forearms. Five tape-strips were collected from 2 different sites in each forearm, 30 minutes after the first application and 30 minutes after reapplication. The concentration of benzophenone was measured by liquid chromatography and the quantity of filter was estimated by calculating the correlation between the amount of benzophenone that was removed by the tapes, and the quantity present in the formulation. Results: A total of 107 volunteers, with ages between 18 and 35 years, were selected. Among them, 36 volunteers (21 female and 15 male, mean age 22.6 years) participated in the practical part of the study. The overall median sunscreen amount was 0,43mg/cm² (0.17–1.07) with 1 application and 0.95mg/cm² (0.18-1.91) with 2 applications, and the difference between sites was significant (p=0,002). The variation comparing the uniformity of the film with 1 and 2 applications was not significant (p=0,423). Conclusion: the reapplication of sunscreen contributes for a better amount of the product in the skin, probably reflecting in a better sun protection. However, even with reapplication, the median amount was less than the recommended one (2mg/cm²) and not homogeneous, confirming that the real level of protection is much lower than the stated SPF of the product. The results support the recommendation for reapplying filters to obtain a more reliable chemical photoprotection.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/23001
Arquivos Descrição Formato
000740917.pdf (971.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.