Repositório Digital

A- A A+

Pesquisa de interleucinas 10, 12, 17 e 23 no fluido peritoneal e sangue de mulheres com endometriose

.

Pesquisa de interleucinas 10, 12, 17 e 23 no fluido peritoneal e sangue de mulheres com endometriose

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Pesquisa de interleucinas 10, 12, 17 e 23 no fluido peritoneal e sangue de mulheres com endometriose
Autor Andreoli, Carolina Giordani
Orientador Cunha Filho, João Sabino Lahorgue da
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Endometriose
Interleucinas
Resumo A endometriose (EDT) é uma doença prevalente e impactante quando tratamos de casais inférteis. Devido às constantes pesquisas, melhorou a compreensão da doença. Muitos autores têm focado seus estudos na área da Imunologia. De fato, sabe-se que mulheres com EDT apresentam resposta imune aberrante, tanto humoral como celular, refletindo-se em um padrão alterado de secreção de citocinas ou interleucinas (IL). Demonstrou-se em estudos prévios um predomínio da citocinas e outros fatores regulatórios secretados por linfócitos auxiliares Th2, o que explicaria o implante dos focos ectópicos endometrióticos e a gênese da doença. Um novo subtipo de células recentemente descobertas, chamadas Th17, parece estar associado à IL-23, o que abre uma nova rota de resposta imune. Nesse estudo, optamos por pesquisar as interleucinas 10, 12, 17 e 23 no fluido peritoneal e sangue de mulheres com EDT mínima e leve. Foi realizado um estudo transversal. O grupo em estudo foi constituído por 40 mulheres inférteis com endometriose mínima ou leve e o grupo controle por 40 mulheres férteis sem a doença. Todas as pacientes foram submetidas à laparoscopia, momento no qual foram coletados sangue periférico e fluido peritoneal. Foram dosadas as concentrações das interleucinas em questão no sangue e fluido peritoneal utilizando kits comerciais com metodologia ELISA. Os grupos não diferiram significativamente em idade, índice de massa corpórea (IMC), dosagem do hormônio folículo-estimulante (FSH). Não houve diferença significativa entre pacientes com e sem EDT nas IL 10, 12 e 17, tanto no sangue quanto no fluido peritoneal. A IL-23 mostrou-se aumentada significativamente no fluido peritoneal da pacientes com EDT (P = 0,003). No sangue, as concentrações foram semelhantes. Foi a primeira vez que se demonstrou um aumento da IL-23 no fluido peritoneal de pacientes com endometriose. As demais citocinas não apresentaram diferenças entre os grupos, o que indica que pode existir uma rota alternativa ligada à IL-23 e às células Th17 para o desequilíbrio imunológico Th1/Th2 das pacientes inférteis com endometriose mínima e leve.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/23012
Arquivos Descrição Formato
000740966.pdf (1.381Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.