Repositório Digital

A- A A+

A visão de família entre as adolescentes que sofreram violência intrafamiliar

.

A visão de família entre as adolescentes que sofreram violência intrafamiliar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A visão de família entre as adolescentes que sofreram violência intrafamiliar
Outro título Family view among adolescents who suffered intrafamilial violence
Autor Antoni, Clarissa de
Koller, Silvia Helena
Resumo Este estudo apresenta a visão de adolescentes sobre família. Doze adolescentes entre doze a dezessete anos, do sexo feminino, abrigadas em uma instituição pública após sofrerem maus tratos intrafamiliares, apresentaram sua visão sobre o conceito de família e suas expectativas em relação à constituição de suas próprias famílias no futuro, em dois grupos focais. O conteúdo dos grupos focais “A” e “B” foram analisados separadamente, como contextos únicos. O grupo “A” apresentou uma visão de família, baseada em uma configuração por laços afetivos, onde a definição dos papéis e responsabilidades parentais são superpostos e indefinidos, e as inter-relações marcadas pela violência. O grupo “B” revela sua visão sobre a família com base no modelo tradicional, onde a configuração está centrada no grau de parentesco, com papéis parentais delimitados e as inter-relações marcadas pela reciprocidade. A idealização da família foi um aspecto predominante nos grupos. As expectativas sobre a formação de sua própria família no futuro estiveram presentes em ambos os grupos, mas com configuração e papéis diferentes dos atuais. Esta atitude pode ser vista como proteção frente às situações de risco às quais estão expostas em função da expectativa de mudança qualitativa nas relações familiares futuras.
Abstract This study presents adolescents’ point of view about family. Twelve female adolescents, 12 to 17 year old, institutionalized after being abused by their families, showed their family concepts, and their expectations about having a family in the future, in two focus groups. The focus groups “A” and “B” were analyzed, separately, as unique contexts. Focus group “A” revealed their point of view about family, based on emotional ties, where the parents’ responsibilities and roles were overlapped, and the relationships were marked by violence. Focus group “B” revealed their point of view about family, based on a traditional related family, with pre determined parents’ roles, and the relationships were marked by reciprocity. Both groups were marked by idealization of family. The expectations about having their own family in the future were presented in each group, but with different configuration and roles from the one they have now This attitude can be seem as a protective way against the risk situations they are living, and as a hope for change in their future.
Contido em Estudos de psicologia (Natal). Vol. 5, n. 2 (jul./dez. 2000), p. 347-381
Assunto Adolescente
Família
Maus-tratos
Populacoes de risco
Violência
[en] Adolescence
[en] Domestic violence
[en] Family
[en] Protective factors
[en] Risk
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/23121
Arquivos Descrição Formato
000281216.pdf (78.93Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.