Repositório Digital

A- A A+

Efeito do NO2 atmosférico em Phaseolus vulgaris (Fabaceae/Papilionoideae) no Campus do Vale da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

.

Efeito do NO2 atmosférico em Phaseolus vulgaris (Fabaceae/Papilionoideae) no Campus do Vale da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito do NO2 atmosférico em Phaseolus vulgaris (Fabaceae/Papilionoideae) no Campus do Vale da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Autor Müller, Carla Cristine
Divan Junior, Armando Molina
Raya-Rodriguez, Maria Teresa Monica
Resumo (Efeito do NO2 atmosférico em Phaseolus vulgaris (Fabaceae/Papilionoideae) no Campus do Vale da Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Os veículos automotores são responsáveis por emissões significativas de óxidos de nitrogênio (NOx). Dentre estes, o NO2 tem um papel importante na formação de reações na atmosfera causadoras de smog fotoquímico, podendo ser prejudicial à saúde, agricultura e materiais, quando em concentrações elevadas. O objetivo deste trabalho foi investigar o efeito produzido pelas concentrações ambientais de NO2 em Phaseolus vulgaris L. cv. Iraí, por meio da possível relação entre a atividade da enzima Nitrato Redutase (NR) e as concentrações atmosféricas do NO2. As plantas foram expostas em três locais de amostragem, situados a distâncias crescentes de uma via de tráfego urbano intenso. A concentração de NO2 no ar foi determinada através do método de Griess-Saltzman. O ponto mais próximo da avenida apresentou a concentração mais elevada (45,8 μg.m-3). Aos 20, 50 e 70 dias de exposição, as plantas foram analisadas quanto à atividade da enzima NR, biomassa total, área foliar, atividade fotossintética (curva de resposta à pressão parcial de CO2) e clorofilas a e total. As concentrações encontradas de NO2 atmosférico não apresentaram efeito significativo sobre os parâmetros analisados.
Abstract (Effects of nitrogen dioxide on Phaseolus vulgaris in urban environment). The vehicles are responsible for significant emissions of nitrogen oxides (NOx). Among them, NO2 has a huge importance in the formation of the atmospherics’ reactions that cause the photochemical smog, and can become hazard to the health, agriculture and materials in general, when they are in high concentrations. The objective of present work was to investigate the effect produced by the environmental concentrations of NO2 in Phaseolus vulgaris L. cv. Iraí, through the possible relation between the activity of the Nitrate Reductase (NR) enzyme and the atmospherical concentrations of NO2. The plants were exposed in three sample places, located at increasing distances of a very intense urban traffic way. The concentration of NO2 in the air was determined by the Griess- Saltzman method. The nearest point to the avenue presented the highest concentration (45.8μg m-3). In the 20, 50 and 70 days of exposition, the plants were analyzed by the activity of their NR enzyme, total biomass, leaf area, photosynthetic activity (A/Ci response) and chlorophyll a and total. The concentrations of atmospheric NO2 found did not present a significant effect over the analyzed parameters.
Contido em Revista Brasileira de Biociências = Brazilian Journal of Biosciences. Porto Alegre. Vol. 5, n. 2/3 (abr./set. 2007), p. 45-51
Assunto Monitoramento ambiental
Phaseolus vulgaris
Poluição atmosférica
Taxonomia vegetal
[en] Air pollution
[en] Bioindication
[en] Biomonitoring
[en] Nitrogen dioxide
[en] Phaseolus vulgaris
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/23185
Arquivos Descrição Formato
000609148.pdf (758.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.