Repositório Digital

A- A A+

Aspectos ambientais e genéticos no desenvolvimento de leucemias

.

Aspectos ambientais e genéticos no desenvolvimento de leucemias

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aspectos ambientais e genéticos no desenvolvimento de leucemias
Outro título Environmental and Genetic Aspects on Leukemia Development
Autor Kvitko, Katia
Rohr, Paula
Zucchetti, Giovana
Silla, Lucia Mariano da Rocha
Resumo A etiologia da leucemia aguda (LA) pode ser explicada pela combinação de fatores genéticos e ambientais. Como exemplo das influências genéticas pode-se citar polimorfismos de genes de metabolização/detoxificação e, como de agente ambiental, a exposição ocupacional e por lazer. Tem sido descrito que leucemias infantis poderiam ter a iniciação ocorrendo in utero devido à exposição parental pré-ou durante a gestação. Este trabalho tem por objetivo analisar os polimorfismos dos genes GSTM1 e GSTT1 em relação à suscetibilidade de desenvolvimento de LA e a relação com alguns fatores ambientais. O DNA genômico de um banco de 87 pacientes foi analisado pela técnica de PCR multiplex. Também foram coletados dados de 24 famílias (pacientes pai e/ou mãe) e aplicado questionário sobre exposição. Foi detectado aumento significativo da freqüência do genótipo GSTT1 nulo quando comparado com uma população controle (40% X 21%) (P=0.005). A freqüência do genótipo nulo para GSTM1 nos pacientes não apresentou diferença significativa com relação aos controles (50% X 50%). Foi detectada uma prevalência alta de pais que relatam exposição a tintas e solventes no período de pré-concepção, podendo este ser um fator importante na origem da doença.
Abstract The causes of acute leukemia (AL) are likely to involve an interaction between genetic susceptibility and environment. Polymorphisms in genes coding metabolizing/detoxification enzymes are responsible for this susceptibility. Environmental exposure (occupational or recreational) may also be involved with the etiology of leukemia. Some studies have described that infant leukemia may have the initiation period during in utero development and this may be caused by the parental pre or during the pregnancy period. The aim of this study was to analyze polymorphisms of GSTM1 and GSTT1 genes in order to verify if they have a role in genetic susceptibility to AL and correlate with some environmental aspects. Genomic DNA from 87 patients was analyzed by a multiplex PCR methodology. Material from twenty four families (the patient, the mother and/or the father) were also analyzed and a questionnaire about environmental aspects was applied. Significant increase in the prevalence of GSTT1 null genotype was detected in the patient group comparing to controls (40% X 21%) (P=0.005). No difference was found in the prevalence of GSTM1 null genotype between AL patients and controls (50% X 50%). We detected higher prevalence of occupational exposure to solvents among the fathers, being this an important aspect on leukemia development.
Contido em Revista Brasileira de Biociências : Brazilian Journal of Biosciences. Vol. 6, n. 4 (out./dez. 2008), p. 369-373
Assunto Leucemia aguda
Polimorfismo genético
Suscetibilidade à doença
[en] Acute Leukemia
[en] Genetic susceptibility
[en] Occupational exposure
[en] Polymorphism
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/23210
Arquivos Descrição Formato
000680988.pdf (336.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.