Repositório Digital

A- A A+

Significado do cuidar na unidade de terapia intensiva

.

Significado do cuidar na unidade de terapia intensiva

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Significado do cuidar na unidade de terapia intensiva
Outro título El significado del cuidar en la unidad de terapia intensiva
Outro título The meaning of caring in the intensive care unit
Autor Lucena, Amália de Fátima
Crossetti, Maria da Graça Oliveira
Resumo Esta pesquisa qualitativa com abordagem fenomenológica busca compreender o significado do cuidar no mundo, eminentemente técnico, da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na visão das suas enfermeiras. Realizado num hospital universitário, de Porto Alegre, RS, no período de 1998-2000, teve sete enfermeiras participantes. A coleta de informações deu-se pela observação e entrevista semi-estruturada. A análise e compreensão seguiu a proposta de Martins e Bicudo, que utiliza a modalidade fenomenológica ou estrutura do fenômeno situado, envolvendo as etapas ideográfica e nomotética. O fenômeno emerge sob forma de dezesseis proposições, que revelam o cuidar na UTI, sob a perspectiva das enfermeiras.
Resumen Esta pesquisa cualitativa con abordaje fenomenologica busca comprender el significado del cuidar en el mundo, eminentemente técnico, de la Unidad de Terapia Intensiva (UTI), en la visión de sus enfermeras. Realizado en un hospital universitario, de Porto Alegre, RS, en el período de 1998-2000, tubo siete enfermeras participantes. La colecta de informaciones sucedío por la observación y entrevista semiestructurada. La análisis y compresión seguió la propuesta de Martins y Bicudo, que utiliza la modalidad fenomenologica o estructurada del fenomeno situado, envolviendo las etapas ideografica y nomotetica. El fenomeno emerge bajo la forma de dieciséis proposiciónes, que revelan el cuidar en la UTI, bajo la perspectiva de las enfermeras.
Abstract This qualitative research with a phenomenological approach searchs to understand the meaning of care in the highly technical world of the Intensive Care Unit (ICU), viewed from the nurses’ perspective. It was developed in a University Hospital in Porto Alegre, RS, between 1998-2000, with seven nurses as participants. The instruments used to gather information were observation and semi-structured interviews. The analysis was based on the proposal of Martins and Bicudo, using the phenomenological modality or structure of the situated phenomenon, with two stages. The phenomenon emerged under the aspect of sixteen propositions revealing care in the ICU from the nurses’ perspective.
Contido em Revista gaúcha de enfermagem. Porto Alegre. Vol. 25, n.2 (ago. 2004), p. 243-256
Assunto Cuidados de enfermagem
Cuidados intensivos
Unidades de terapia intensiva
[en] Intensive care
[en] Intensive care units
[en] Nursing care
[es] atención de enfermería
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/23524
Arquivos Descrição Formato
000504655.pdf (58.57Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.