Repositório Digital

A- A A+

A contribuição de restrições sociais ao fumo para o abandono do tabagismo

.

A contribuição de restrições sociais ao fumo para o abandono do tabagismo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A contribuição de restrições sociais ao fumo para o abandono do tabagismo
Outro título Las restricciones sociales al tabaco como contribución para el abandono del tabaquismo
Outro título The contribution of social restrictions to smoking cessation
Autor Echer, Isabel Cristina
Luz, Anna Maria Hecker
Lucena, Amália de Fátima
Motta, Giordana de Cássia Pinheiro da
Goldim, José Roberto
Menna Barreto, Sérgio Saldanha
Resumo Estudo qualitativo que analisou a contribuição das restrições sociais ao fumo para o abandono do tabagismo. Foram entrevistados 16 indivíduos de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, em abstinência ao fumo há mais de seis meses com dependência ≥ 5 pela escala de Fagerström. A análise de conteúdo revelou que as restrições sociais ao fumo contribuíram para o abandono do tabagismo e foram traduzidas na regulamentação do uso do fumo e interferência do hábito de fumar no convívio social. Embora as restrições sociais ao fumo causem constrangimento e desconforto, elas atuam de forma a auxiliar, mobilizar e educar o fumante para o processo de abandono. Diante das dificuldades para parar de fumar, percebe-se a responsabilidade dos profissionais de saúde no apoio, conscientização e estímulo aos fumantes e não-fumantes sobre a importância de não fumar para a saúde da população.
Resumen Estudio cualitativo que analizó la contribución de las restricciones al tabaco para el abandono del tabaquismo. Fueran entrevistados 16 individuos en Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, en abstinencia de tabaco por más de 6 meses con un índice de ≥ 5 en la escala de Fagerström. El análisis de contenido de las entrevistas reveló que las restricciones sociales al tabaco contribuyeron para el abandono del tabaquismo, en la reglamentación de uso al tabaco y en la interferencia del hábito de fumar en la convivencia social. Aunque las restricciones sociales al tabaquismo puedan provocar resentimientos, ellas actúan como una forma auxiliar para movilizar y educar al fumador en el proceso de abstinencia. Frente a las dificultades en el cese del hábito de fumar, se reconoce las responsabilidades de los profesionales de la salud en el apoyo, concienciación y estímulo a los fumadores y no fumadores sobre la importancia de no fumar para la salud de la población.
Abstract This is a qualitative study that analyzed how social restrictions contribute to the cessation of smoking. Sixteen individuals from Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil, in abstinence for more than six months with a dependence of ≥ 5 in the Fagerström scale were interviewed. Content analysis showed that social restrictions to smoking contributed to smoking cessation and were translated into regulations, as well as in the awareness of the interference of smoking in social interactions. Although these restrictions could be uncomfortable for smokers, they had the effect of helping to mobilize and educate them in the smoking cessation process. Faced to the hard task of quitting smoking, we realize the responsibility of health professionals to support and reinforce smokers and nonsmokers on the importance of giving up the habit.
Contido em Revista gaúcha de enfermagem. Porto Alegre. Vol. 29, n.4 (dez. 2008), p. 520-527
Assunto Abandono do hábito de fumar
Promoção da saúde
Tabagismo : Abandono
[en] Health
[en] Health promotion
[en] Legislation
[en] Smoking cessation
[es] Cese del tabaquismo
[es] Legislación sanitaria
[es] Promoción de la salud
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/23608
Arquivos Descrição Formato
000681105.pdf (56.51Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.