Repositório Digital

A- A A+

Um modelo para representação de atividades em aplicações de escritórios

.

Um modelo para representação de atividades em aplicações de escritórios

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Um modelo para representação de atividades em aplicações de escritórios
Outro título Model for representing activities in office applications
Autor Ruiz, Duncan Dubugras Alcoba
Orientador Oliveira, Jose Palazzo Moreira de
Data 1995
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Informática. Curso de Pós-Graduação em Ciência da Computação.
Assunto Automação : Escritórios
Banco : Dados orientados : Objetos
Sistemas : Informacao : Escritorios
[en] Activities
[en] Information systems
[en] Object-oriented database systems
[en] Office information systems
[en] Reuse
Resumo Esta tese apresenta um modelo para representação de atividades em aplicações de escritório, próprio para a modelagem dos aspectos dinâmicos dessas aplicações. Os componentes empregados, para tanto, são atividades e objetos de escritório. A modelagem das atividades de uma aplicação, um diagrama de atividades, representa os trâmites dos objetos de escritório, as transformações realizadas sobre os mesmos pelos agentes do escritório, e a tomada de decisão eventualmente presente nas atividades. Tal modelagem de atividades descreve, portanto, a dinâmica dessa aplicação, respeitada a solução organizacional e funcional da empresa e as atribuições e responsabilidades dos agentes que vela trabalham. Objetos de escritório são complexos e podem ter características multimídia. Entretanto, a particularidade mais acentuada desses objetos, que os diferencia dos objetos .do domínio de outras aplicações não convencionais, é a massiva padronização nas descrições dos mesmos, sejam por razões legais, como ofício e requerimento, sejam por razões comerciais, como ata, procuração e recibo. Como conseqüência, objetos de escrit6rios constituem um domínio de classes que permite reutilização intensiva das mesmas, na modelagem de aplicações de escritório. Esse trabalho considera que modelos que se destinem a representar aplicações de escritório devem ter, como um dos objetivos, buscar reutilizar classes de escritório, próprias do domínio do problema. Para esta tese, a biblioteca de classes de escritório, independente das especificidades das aplicações do escritório, deve estar contemplada em um SGBDOO, e seu ambiente de descrição, e o mesmo deve ter, como recurso de descrição, herança múltipla. Atividade é o componente central do modelo delta tese e representa uma interação de um agente com a aplicação, onde objetos de escritórios podem ser criados, consultados, atualizados e destruídos e, ainda, podem ser enviados para outros agentes. Essa interação entre o agente e uma atividade da aplicação é efetivada no lugar de trabalho do agente, ou seja, em sua estação de trabalho. Os tramites dos objetos de escritório são representados, justamente, pelas seqüências possíveis de lugares que os mesmos podem percorrer dentro dos escritórios. A estrutura de dados e os métodos necessários, para que os objetos de escritório possam tratar lugares, são incorporados, por herança múltipla, a partir de uma classe especial chamada lugar de objeto de escritório. Para serem adequadamente empregados na representação da interação dos objetos com as atividades, os métodos pertencentes a interface pública dos objetos de escritório devem estar classificados pelo tipo de interação (consulta, construção, alteração e destruição) e pelo contexto de atuação (métodos de classe e métodos de instância). Atividade e definida como um objeto, com atributos e métodos próprios, e plenamente reutilizável. Atividade tem uma representação diagramática adequada que mostra quais são os objetos tratados, e a forma de manipulação correspondente, as condições a serem satisfeitas para a realização da mesma e os limites, que os agentes tem, na produção dos resultados. Um diagrama de atividades é um grafo anotado, composto de atividades e objetos de escritório, onde cada atividade esta conectada, por ramos, somente a objetos, assim como cada objeto pode estar conectado, por ramos, somente a atividades. Os ramos identificam as diferentes formas de manipulação, dos objetos de escritório, pelas atividades. Um diagrama de atividades corresponde a modelagem conceitual dos aspectos dinâmicos de uma aplicação de escritórios. Os aspectos estáticos, e de dinâmica intra-classes, são descritos em um modelo de objetos, compatível com o SGBDOO adotado para a descrição e implementação dos objetos de escritório. Pelo diagrama de atividades de uma aplicação, são identificáveis as atividades que podem ser realizadas de maneira independente, que possuam algum conflito na manipulação dos objetos, e que tenham uma ordenação relativa entre si. E representada, desta maneira, a descentralização das atividades e o assincronismo existente entre as mesmas. A construção de um modelo, para uma realidade complexa, é amparada por uma técnica de decomposição de diagramas, permitindo que o projetista divida o problema, dessa realidade, em panes menores. Além disso, as técnicas de abstração generalização e agregação estão disposição, possibilitando a reutilização de modelagens feitas para problemas semelhantes ou correlatos. Essas abstrações, assim como a maioria dos aspectos referentes ao modelo desta tese, estão formalmente descritos. Um tipo especial de conflito entre atividades é particularmente interessante em aplicações de escritório: a tomada de decisão. Para esta tese, tomar uma decisão significa escolher um dos vários possíveis resultados na realização de uma atividade, a partir dos mesmos insumos. O trabalho descreve, precisa e formalmente, o que é tomada de decisão em uma atividade e mostra como identificar, em diagramas de atividades, aquelas com tomadas de decisão. É demonstrado que a modelagem de uma aplicação de escritórios, composta do modelo de atividades e do modelo de objetos, é implementável em computador, considerando a atual realidade das plataformas computacionais presentes em escritórios. Para tanto, e descrita uma arquitetura de um ambiente adequado para descrição e execução de aplicações de escritórios, bem como são descritos os protótipos desenvolvidos para validação dos principais aspectos. Para mostrar a eficiência do processo e a qualidade dos produtos da modelagem de sistemas de informação de escritórios no modelo, são apresentados dois estudos de caso: a preparação de conferencias de trabalho da IFIP e a automação do serviço de envio de fax.
Abstract This thesis presents a model for representing activities in office applications that is adequate for the description of the dynamic aspects of such applications. This model has two fundamental concepts, namely activities and office objects. Activity diagrams are used to model office application activities, depicting the flow of office objects, the transformations performed by office agents on those objects, and the decision making eventually involved on these activities. By modeling activities in this way, the dynamics of an application is described respecting the organizational and functional solutions adopted by an enterprise, as well as the assignments and responsibilities of the agents working in the organization. Office objects are complex and may present multimedia characteristics. However, the most striking peculiarity of these objects is the massive standardization of their descriptions, due to either legal or commercial reasons. It is this particularity that distinguishes office objects from objects belonging to other non-conventional application domains. As a consequence, office objects constitute a domain allowing intensive class reuse for modeling office applications. This work assumes that models targeted at representing office applications should have the reuse of office classes as one of their goals. In this thesis, it is considered that the office class library must be supported by an OODBMS and its description environment, independently of the specificity of office applications. Such OODBMS must support multiple inheritance as a description resource. Activity is the main component of the model proposed here. An activity represents the interaction of an agent with an application where office objects can be either created, queried, updated or destroyed, and additionaly be sent to other agents. This interaction between the agent and an application activity is performed in the agent workplace, i.e., in its workstation. The flow of office objects is then represented by the possible sequences of places within the office that those objects may follow. The data structure and the methods needed to allow office objects to deal with places are integrated into the objects themselves. This is achieved through multiple inheritance from a special class called office object place. The methods belonging to the public interface of office objects must be classified by the interaction type (query, creation, update, destruction) and by the action target (class or instance methods). An activiq_is defined as an object containing its own attributes and methods, potentially fully reusable. An activity has an adequate diagrammatic representation that displays the objects handled, the corresponding ways of manipulating objects, the conditions to be fulfilled such that the activity can be performed and, finally, the constraints imposed on agents for the production of results. An activity diagram is an annotated graph, composed of activities and office objects, where activities can only be connected to objects, and objects may only be connected to activities. The edges represent the different ways activities manipulate office objects. An activity diagram corresponds to the conceptual modeling of the dynamic aspects of an office application The static aspects, as well as the internal dynamic aspects of the classes, are described by an object model, which is compatible with the OODBMS adopted for the description and implementation of office objects. Through the activity diagram, one can identify activities that may be executed concurrently, activities presenting conflicts in object handling, and activities with a relative temporal ordering. In this way, one can represent the decentralization of the activities, as well as their relative concurrence. The construction of complex models is supported by a technique of diagram decomposition, which allows the designer to divide the model into smaller parts. In addition, generalization and aggregation abstraction mechanisms are available, allowing the reusability of models created for similar problems. These abstractions, as well as most of the modeling issues used, are formally described in the thesis. A particularly interesting type of conflict in office applications is decision making. For the purposes of this work, decision making is considered to be the choice among the various possible results of an activity, given a same input. This work describes in a precise and formal way what decision making is in the context of an activity, and shows how to identify, in activity diagrams, those activities involving decision making. It is shown that office application modeling, described by an activity model and an object model, can be implemented in a computer, considering the hardware and software platforms presently available in offices. With this purpose, the architecture of an adequate environment for the description and execution of office applications is described in the thesis, together with the prototypes developed for validating the main aspects of this work. To show the efficiency of the process, as well as the quality of the modeling of office applications with the proposed model, two case studies are presented, namely the IFIP working conference preparation and the fax sending service automation case studies.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/23679
Arquivos Descrição Formato
000258592.pdf (36.94Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.