Repositório Digital

A- A A+

Existe uma associação entre mortalidade por câncer e uso de agrotóxicos? Uma contribuição ao debate

.

Existe uma associação entre mortalidade por câncer e uso de agrotóxicos? Uma contribuição ao debate

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Existe uma associação entre mortalidade por câncer e uso de agrotóxicos? Uma contribuição ao debate
Outro título Is there an association between cancer mortality and agrotoxics use? A contribution to the debate
Autor Jobim, Paulo Fernandes Costa
Nunes, Luciana Neves
Giugliani, Roberto
Cruz, Ivana Beatrici Manica da
Resumo O uso crônico de agrotóxicos em regiões rurais no Estado do Rio Grande do Sul (RS) tem sido tentativamente relacionado a um possível aumento na incidência de câncer nos trabalhadores rurais. Foi realizado um estudo ecológico de série temporal (1979 a 2003) na microrregião (MI) de Ijuí, no Estado do Rio Grande do Sul e no Brasil, com dados anuais do Sistema do Departamento de Estatística do Sistema Único de Saúde (DATASUS), para avaliar o comportamento do coeficiente de mortalidade por câncer, padronizado por idade e sexo. Utilizou-se um modelo de regressão linear simples e múltipla para estimar, respectivamente, as taxas de mortalidade e as diferenças entre as três regiões estudadas. A MI e o RS apresentam maior taxa média de mortalidade tanto em homens quanto em mulheres, sendo significativamente diferentes das observadas para o Brasil como um todo (p<0,001). Quando o modelo foi ajustado para as três regiões, a tendência de aumento da taxa de mortalidade permanece. Esses dados sugerem que a relação entre uso crônico de agrotóxicos e câncer não pode ser rejeitada e que deve ser melhor estudada.
Abstract The chronic use of agrotoxics in rural regions of Rio Grande do Sul State (RS) has been tentatively associated to a possible increase in the incidence of cancer in rural areas. A time-trend ecological study was performed in the micro region of Ijuí County (MI), in RS and Brazil, with data of the 1979 to 2003 period. Data was collected from the Mortality Information System, Brazilian Ministry of Health (DATASUS), to evaluate the cancer mortality rate, standardized by gender and age - corrected mortality ratios. Linear regression for mortality time-trend analysis and multiple regressions for mortality differences among three regions were calculated. The highest average mortality rate in men and also women were observed in RS and MI and they were significantly higher (p<0,001) than the one for Brazil. When the model was adjusted for three regions the upward trend on mortality remained the same. This data suggests that the relation between chronic use of agrotoxics and cancer cannot be denied and should be further investigated.
Contido em Ciência & saúde coletiva. Rio de Janeiro. Vol. 15, no. 1 (jan. 2010), p. 277-288.
Assunto Estatistica aplicada : Biologia : Medicina : Ciencias biomedicas : Bioestatistica : Estatistica medica
[en] Agriculture
[en] Agrotoxics
[en] Cancer
[en] Occupational medicine
[en] Occupational risks
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/23996
Arquivos Descrição Formato
000735853.pdf (67.84Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.