Repositório Digital

A- A A+

Hiperecogenicidade dos vasos talâmicos no recém-nascido prematuro internado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre

.

Hiperecogenicidade dos vasos talâmicos no recém-nascido prematuro internado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Hiperecogenicidade dos vasos talâmicos no recém-nascido prematuro internado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre
Autor Paczko, Natalia
Orientador Rotta, Newra Tellechea
Data 2001
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina : Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria.
Assunto Doenças talâmicas
Patologia
Prematuro
Tálamo
Resumo O presente estudo procura avaliar as possíveis patologias que se manifestam como hiperecogenicidade dos vasos talâmicos (HEVT) à ultra-sonografia cerebral (USC) e observar a freqüência com que ocorrem. A amostra foi constituída de 206 recém-nascidos (RNs) prematuros nascidos no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) no período de julho de 1998 a maio de 1999. Todos os RNs realizaram a USC na primeira semana de vida. Foram incluídos no estudo aqueles prematuros que necessitaram de internação hospitalar e que tiveram o termo de consentimento informado assinado por um dos responsáveis. Foram excluídos aqueles cuja USC evidenciava sangramento cerebral e/ou malformações congênitas associadas e os que evoluíram para óbito antes da realização do exame. A USC levou à identificação de 65 RNs prematuros com HEVT e 141 RNs prematuros sem HEVT. A forma de apresentação do tipo pélvica ao nascimento, a maior idade gestacional, o maior peso do RN ao nascimento e a classificação grande para a idade gestacional foram fatores de risco para a ocorrência de HEVT. A presença de hipertensão materna durante o período de gestação tendeu a ser fator de proteção para HEVT. Os RNs que apresentaram crises convulsivas durante o período de internação hospitalar tiveram risco 3,2 vezes maior de ter HEVT quando comparados com os RNs que não apresentaram crises convulsivas.
Abstract The aim of this study is to evaluate the possible pathologies that show up as hyperechogenicity of thalamic vessels (HETV) in brain ultrasonogram (BUS) as well as observe the frequency in which they happen. The sample was made up of 206 pre-term newborn babies at Hospital de Clíncas de Porto Alegre (HCPA) from July 1998 until May 1999. All of the newborn children were submitted to BUS in the first week of life. Pre-term children who needed hospital admission and had a term of informed consent signed up by their next of kin were included in this study. Pre-term newborn children with BUS evidencing intracranial hemorrhage and/or associated congenital malformation and those pre-term children who had evolved to demise before examination execution were excluded from this study. Through BUS it was possible to identify 65 pre-term newborn children with HETV and 141 pre-term newborn children without HETV. The pelvic birth presentation, the longer the gestational period, the fatter the newborn was at birth and the big for gestational age classification were risk factors for HEVT to take place. On the other hand, mother’s hypertension situation during the gestational period tended to be of protection from HEVT. The newborn babies that presented convulsive crises during hospitalization had a risk of having HEVT 3,2 times higher when compared to the ones that did not go through any convulsive crises.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/2402
Arquivos Descrição Formato
000318824.pdf (1.903Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.